Destaque Inferior - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

Destaque Inferior

Notícias quem ficam no destaque inferior da página inicial

pos-san-antonio.JPG

As novidades sobre câncer de mama apresentadas durante a 41ª edição do San Antonio Breast Cancer Symposium, realizado entre os dias 4 e 8 de dezembro, no Texas (EUA), foram compartilhadas com especialistas em Oncologia durante I Pós San Antonio Breast Cancer Symposium, promovido pelo Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). O encontro ocorreu no último sábado (15), no Bugan Hotel Recife, em Boa Viagem, e reuniu mais de 60 pessoas, incluindo oncologistas clínicos, mastologistas, radioncologistas, patologistas e profissionais de outras áreas da saúde.

O San Antonio Breast Cancer Symposium é considerado o maior congresso sobre câncer de mama do mundo e traz para o centro das discussões, todos os anos, os maiores avanços na prevenção e no tratamento da doença. De acordo com o organizador do evento no Recife e oncologista clínico do HCP, dr. Marcelo Salgado, os avanços nos tratamentos dos subtipos mais agressivos de câncer de mama, triplo negativo e HER2, foram os grandes destaques no simpósio americano.

pos-san-antonio2.JPG

“O subtipo triplo negativo é muito agressivo e não houve grandes evoluções nos últimos dez anos. Tanto para esse subtipo quanto para o HER2, eles apresentaram novas formas de terapias medicamentosas e de quimioprevenção. Também houve novidades em radioterapia e cirurgia. Normalmente, são informações que modificam a conduta médica”, detalhou dr. Marcelo Salgado. Além dele, as mastologistas do HCP Carolina Vasconcelos e Denise Sobral também participaram do simpósio.

Para ministrar as palestras do I Pós San Antonio Breast Cancer Symposium do HCP, foram convidados o oncologista dr. José Bines, do Inca; o mastologista dr. Francisco Pimentel, do Hospital Geral de Fortaleza; e a radioncologista dra. Nilciana Alves. “Nossa proposta era trazer as novidades para os médicos pernambucanos continuarem se atualizando. Existem vários eventos como este pelo mundo, mas o nosso foi o mais rápido. Esperamos repetir nos próximos anos”, declarou.

hcp-addiper2.JPG

hcp-addiper3.JPG

A partir de agora, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma das instituições que passam a fazer parte da Câmara Temática de Responsabilidade Social, Voluntariado e Solidariedade. A iniciativa implantada pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco – AD Diper, tem o intuito de apoiar e articular a relação público-privado, por meio de ações nos diversos polos econômicos para o fortalecimento das Organizações Sociais e o desenvolvimento econômico do estado.

O lançamento ocorreu na tarde desta quinta (13), no auditório da Superintendência da Administração do Ministério da Fazenda de Pernambuco, no bairro do Recife Antigo, reunindo o superintendente-geral, do HCP, Dr. Hélio Fonsêca, a gerente de Marketing e Captação de Recursos, Mariana Neves e a coordenadora de Captação, Norma Bravo, além da presidente da Câmara, Aureci Chaves e o presidente da AD Diper, Antônio Xavier.

hcp-addiper.JPG

Durante a abertura foi realizada uma apresentação do coral e do grupo de dança do Aria Social, seguida de uma série de palestras, dentre elas: “Doação de Mercadorias apreendidas”, ministrada pela Delegada Adjunta da Alfândega do Recife, Daniela Barreto, “Programa de Voluntariado do CRCPE", ministrada pelo presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Pernambuco, José Campos, e a palestra "Projeto Destinação - Doações Legais", ministrada pelo delegado da delegacia da Receita Federal de Caruaru.

Segundo o presidente da AD Diper, Antônio Xavier, uma das metas da Câmara é fazer com que empresas públicas e privadas e pessoas físicas invistam em causas sociais, através do abatimento do Imposto de Renda. “Nosso povo é solidário e o aproveitamento dos recursos do IR devido pelas pessoas físicas e jurídicas irão viabilizar projetos sociais em favor dos mais necessitados, promovendo inclusão e desenvolvimento econômico e social, ligados à gestão pública, com foco no cuidar das pessoas”, afirmou. 

 

perpart-4.JPG

 

Pelo oitavo ano consecutivo, funcionários da Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart) aproveitaram a festa de confraternização da empresa, celebrada nesta sexta-feira (14), para promover um momento de solidariedade. Através da Gincana Transformar, sete equipes conseguiram arrecadar treze toneladas de alimentos, que foram doadas para o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Além dos alimentos, a instituição foi beneficiada com uma emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil, destinada pelo deputado estadual Adalto Santos.

perpart-1.JPG

Em seu primeiro ano à frente do órgão, o diretor-presidente da Perpart, Marcus Sampaio, se declarou satisfeito com o resultado da campanha, que mobilizou cerca de 200 pessoas, direta e indiretamente. “Conseguimos bater todos os recordes e, depois de oito anos, ouvi todo mundo comentando que esta foi a melhor gincana que aconteceu. Nós poderíamos aproveitar esse momento apenas para confraternizar, mas é muito bom ver que também estamos ajudando”, declarou.

A entrega do certificado da emenda parlamentar foi feita por Bruno Santos, filho do deputado Adalto Santos. “As emendas já estavam fechadas, mas fizemos esse esforço e ele conseguiu direcionar os R$ 200 mil para o HCP. Com certeza, isso é algo que irá fazer a diferença. A solidariedade falou mais alto e sei que isso será administrado com seriedade, porque essa é a marca de vocês”, frisou.

perpart-2.JPG

A superintendente Administrativa do HCP, Cláudia Barbosa, recebeu as doações pessoalmente e agradeceu aos envolvidos. “Estou feliz de estar aqui e convido vocês para, mais uma vez, fazer a entrega das doações na nossa instituição. Nós somos um hospital filantrópico e precisamos sempre de vocês. Já são oito anos de parceria e espero estar aqui no próximo ano novamente”, destacou. 

 

 

 

perpart3.JPG

 

natal-dos-sonhos-2018.JPG

A árvore de Natal do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) já está montada e repleta de enfeites especiais: cartinhas de pacientes que estão em tratamento na instituição e que seguem em busca de um presente. Os interessados em participar da campanha Natal dos Sonhos, que já chega a sua quinta edição, poderão pegar uma das cartinhas até o dia 21 de dezembro. A ação é promovida pela Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, movimento de voluntários que atua no HCP. No ano passado, foram distribuídos cerca de 150 presentes.

Grande parte das cartinhas foi escrita por pacientes da ala pediátrica da instituição e videogames, celulares e computadores estão na lista dos presentes mais pedidos. “Nós incentivamos os pacientes a escreverem algo que realmente desejam ganhar. São sonhos e é possível realiza-los em grupos. Em muitas cartinhas, eles também pedem orações e saúde, para que possam passar o Natal com a família. Nos empenhamos para que eles possam associar o HCP à alegria e à vida”, diz a presidente da Rede Feminina, Maria da Paz.

Os padrinhos podem entregar os presentes diretamente aos pacientes, mas é preciso deixar o contato (nome e telefone) cadastrado com os voluntários da Rede Feminina. “Fazemos questão de acompanhar e registrar essa visita, que é acompanhada pela gratidão dos nossos pacientes”, declara Maria da Paz.

PANETONES - A Rede Feminina também está realizando, até o próximo dia 31, a arrecadação de panetones, item indispensável nas festas de fim de ano. “Os panetones serão entregues para todos os pacientes da instituição, incluindo os que estão recebendo alta e os que estão vindo para consultas. Quem recebe cesta básica, já está recebendo com o panetone”, reforça Maira da Paz.

SERVIÇO:

Campanha Natal dos Sonhos

Local: Hospital de Câncer de Pernambuco, Av. Cruz Cabugá, 1597, Santo Amaro

 

Informações: (81) 3217.8236

 

DESTAQUE-FELLOWSHIP.jpg

Estão abertas as inscrições para o Fellowship em Urologia Oncológica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), programa de pós-graduação lato sensu que visa formar médicos especialistas no tratamento uro-oncológico. Para participar do processo seletivo, é necessário ter concluído residências médicas em urologia e em cirurgia geral e apresentar disponibilidade para participar de todas as atividades do programa, que possui duração de um ano. Pioneiro no Norte/Nordeste, o Fellowship em Urologia Oncológica do HCP é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). 

O médico selecionado irá vivenciar a rotina do Serviço de Urologia Oncológica do HCP, participando das atividades ambulatoriais e cirúrgicas do departamento, além de acompanhar o trabalho de outros serviços relacionados à urologia oncológica, como a radioterapia, a oncologia clínica e a patologia. O programa também prevê um intercâmbio no A.C. Camargo Cancer Center, em São Paulo, onde será possível acompanhar a realização de cirurgias robóticas. 

Durante o programa, o médico ainda irá participar de atividades acadêmicas e desenvolver um estudo em Urologia Oncológica, necessário para conclusão do fellowship e obtenção do certificado. “Também queremos incentivar que essa pesquisa seja enviada para congressos nacionais e internacionais e submetida a revistas especializadas”, detalha o urologista e coordenador do Fellowship em Urologia Oncológica do HCP, dr. Luiz Henrique. 

INSCRIÇÕES – Os candidatos interessados em participar do processo seletivo deverão enviar currículo atualizado, carta de recomendação e informações pessoais para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até o próximo dia 15 de fevereiro. A seleção será feita através de análise de currículo e entrevista, a ser realizada no dia 28 de fevereiro. A expectativa é que o resultado final seja divulgado até o dia 12 de março no site hcp.org.br. Já as atividades deverão ser iniciadas em 1º de abril de 2019. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 3217.8197.

 

IMG_0421.JPG.jpg

A coordenadora do serviço de Fisioterapia, do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), Luciana Mergulhão foi uma das homenageadas da Medalha do Mérito de Saúde Professor Fernando Figueira, comenda instituída pela Câmara de Vereadores do Recife.

A entrega do prêmio ocorreu em sessão solene, no plenário da casa parlamentar, na noite da última terça, (20), reunindo outras vinte e cinco personalidades da área da saúde. 

Em sua quinta edição, a comenda entregue pelo órgão municipal, tem o intuito de prestigiar e reconhecer a importância dos serviços prestados à comunidade recifense, por diversos profissionais em suas devidas áreas de atuação.

IMG_0424.JPG.jpg

Atuando há 27 anos no HCP, Luciana Mergulhão implantou no hospital o serviço destinado a atender mulheres em tratamento contra o câncer, que hoje recebe cerca de 150 mulheres por dia, de várias localidades do estado.

“Fiquei emocionada em ser homenageada por uma das mais relevantes honrarias que um profissional da saúde poderia receber. Ao mesmo tempo, em que representei a instituição a qual dedico o meu trabalho, o Hospital de Câncer de Pernambuco, pude comprovar que o serviço oferecido na Fisioterapia, vem atingindo seu objetivo principal, o de proporcionar qualidade de vida à mulheres que lutam contra o câncer”, detalhou a fisioterapeuta.

Luciana Mergulhão é graduada em Fisioterapia, pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE, com especializações em Oncologia e Saúde Pública, pela UNINTER, e atualmente mestranda em Saúde Pública, pela Facultad Interamericana de Ciencias Sociales – Assunção, Paraguai.

IMG_0722.JPG.jpg

 

valeria-upae.JPG

A UPAE de Belo Jardim (Padre Assis Neves), por meio de sua ouvidora Valéria Maria dos Santos, será destaque no I Fórum de Ouvidorias da Saúde – SUS/PE: Avanços e Desafios. Por sua atuação à frente deste setor na UPAE, Valéria Maria foi convidada para ser uma das expositoras do Fórum, que acontecerá no próximo dia 30, no CEFOSPE - Centro de Formação dos Servidores do Estado de Pernambuco.

O convite partiu da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco, por meio de sua Ouvidoria Central. O Fórum abordará a Contextualização do SUS: Avanços, Desafios e a Participação da Ouvidoria. Durante o evento, Valéria Maria comandará uma mesa para apresentação da UPAE de Belo Jardim, as experiências de atendimento e o fluxo da Ouvidoria de sua Unidade (do acolhimento à resposta final ao usuário). Este ano, a ouvidora Valéria Maria dos Santos já havia sido homenageada com o título de Amigos da Ouvidoria, entregue pela SES para os profissionais que se destacaram na área.

Unidade do Governo do Estado, a UPAE de Belo Jardim é administrada pelo HCP Gestão, a Organização Social de Saúde do Hospital de Câncer de Pernambuco

upae-arruda-geral.jpg

O próximo dia 14 (quarta-feira) marca o Dia Mundial do Diabetes, uma campanha global de conscientização sobre a prevenção da doença e cuidados com os pacientes. Para marcar a data, a UPAE do Arruda (Deputado Antônio Luiz Filho) organizou uma programação especial, voltada para o conhecimento do diabetes (prevenção, tratamentos, sinais e sintomas). “Nossos especialistas vão dar orientações para usuários, acompanhantes e funcionários”, ressalta a coordenadora geral do UPAE, Adriana Bezerra. 

No ambulatório de endocrinologia, a unidade realiza 420 atendimentos por mês. Destes, cerca de 60% têm diabetes. A programação contará com as seguintes especialidades: endocrinologia, nutrição, enfermagem e, ainda, realização de HGT (medida da glicemia), orientações medicamentosas e de administração de insulina. 

Diabetes - Endocrinologista da UPAE do Arruda, Taciana Cavalcanti, fala sobre o diabetes, doença que se caracteriza pela deficiência de produção e/ou ação da insulina. “A diabetes é dividida em dois tipos: 1 e 2, sendo que a do tipo 1, acomete mais crianças e adolescentes e está muito relacionada com a falta de insulina. Já o tipo 2 está mais ligada aos maus hábitos de vida, como sedentarismo, alimentação desregulada, tabagismo e outros”, esclarece. 

Para quem tem histórico familiar, a avaliação da glicose deve ser feita, ao menos uma vez ao ano, a partir dos 25 anos. Para as outras pessoas, o ideal é fazer um check up anual, a partir dos 40 anos de idade. “Com relação às mulheres, em geral, os exames são solicitados pelo ginecologista, nas consultas regulares. Já os homens têm mais resistência para procurar um médico, daí a importância dessas campanhas de conscientização”.

A endocrinologista ressalta ainda a importância de manter bons hábitos como: alimentação saudável, praticar exercícios físicos regularmente, não fumar, beber moderadamente. Durante o evento, Taciana falará ainda sobre sinais e sintomas do diabetes. “Trata-se de uma doença com múltiplas consequências. O diabetes é a principal causa de amputação não traumática. Pode trazer também complicações cardiovasculares (infarto, derrame), acometimento dos rins, entre outros problemas sérios. Por isso, precisamos investir na prevenção, mas também no tratamento de quem já tem a doença”, afirma.  

Programação

8h15 – Orientações nutricionais com a nutricionista, Silene Veras. 

8h30 – Sala de Espera com a médica endocrinologista, Taciana Borges Cavalcanti.

8h30 – Orientações de cuidado com a pele do diabético. Palestra da enfermeira estomaterapeuta, Graciely Castro. 

A partir das 9h30 – Realização de HGT (teste de glicemia), com a equipe de Enfermagem. 

13h30 – Sala de Espera com a médica endocrinologista, Patrícia Mesquita. 

13h45 – Orientações medicamentosas e de administração de insulina.

hmr-outubro1.JPG

 

O Hospital da Mulher do Recife (HMR) encerrou, na última sexta-feira (26), a campanha do Outubro Rosa da unidade. O mês é dedicado à prevenção e detecção precoce do câncer de mama. Foram ao todo seis dias de ações, sendo a principal delas, a realização de mamografia por livre demanda. No total, 310 mulheres, com cartão SUS do Recife e idade entre 50 e 69 anos, fizeram o exame. O hospital também disponibilizou ações educativas e de bem estar. A coordenação da campanha foi da diretora geral do HMR, Isabela Coutinho.

Além das mulheres que fizeram o exame, outras 350 farão a mamografia, posteriormente. Elas já estão com agendamento marcado. “Estamos gratos a todos que colaboraram com o êxito do evento, tanto os funcionários como os voluntários”, destacou Isabela Coutinho. O hospital realizou a campanha sem interromper as atividades regulares da unidade. Desde que foi inaugurado, em maio de 2016, o Hospital da Mulher já realizou 7.829 mamografias.

 Ainda como parte do Outubro Rosa, o Hospital organizou palestras sobre: “Os direitos da mulher com câncer”, “O papel da amamentação na proteção ao câncer de mama”, “Alimentação saudável na prevenção do câncer”, além de atividades físicas (parceria com a Academia da Cidade) e depoimento de mulheres que sobreviveram ao câncer. Foram distribuídos brindes alusivos à campanha (canetas, broches, chocolates e bombons) e também disponibilizados, gratuitamente, massagem, corte de cabelo, automaquiagem, limpeza de pele e design de sobrancelhas. Ao todo, 445 mulheres participaram dessas atividades, entre pacientes, acompanhantes e usuárias. E, durante todo o mês, o hospital esteve iluminado e decorado com a cor rosa.

Unidade da Prefeitura do Recife, o Hospital da Mulher está sob administração do HCP Gestão, organização social de saúde do Hospital de Câncer de Pernambuco.

hmr-outubro2.JPG

hmr-outubro3.JPG

 

hmr-outubro4.JPG

 

destaque-residencia-2019.jpg

Estão abertas as inscrições para os programas de Residência Médica, Multiprofissional e Uniprofissional do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Ao todo, estão sendo disponibilizadas 10 vagas para médicos e 12 vagas para profissionais de outras áreas da saúde. A seleção será realizada em duas fases: prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório; e análise curricular, de caráter classificatório. As inscrições, que seguem até o dia 18 de novembro, deverão ser feitas exclusivamente pelo site upenet.com.br.

Os profissionais interessados na Residência Médica poderão concorrer para as seguintes especialidades: Anestesiologia (uma vaga), Patologia (uma vaga), Cancerologia Clínica (duas vagas), Cancerologia Cirúrgica (duas vagas), Mastologia (duas vagas) e Cirurgia de Cabeça e Pescoço (duas vagas). As inscrições custam R$ 490. Os pré-requisitos e a duração de cada programa podem ser consultados no edital do concurso.

Já para a Residência Uniprofissional, estão sendo oferecidas oportunidades nas áreas de Enfermagem em Cancerologia (duas vagas) e de Odontologia Hospitalar com Enfoquem em Oncologia (duas vagas). Em relação à Residência Multiprofissional, as vagas são para as especialidades de Enfermagem (duas vagas), Fisioterapia (uma vaga), Nutrição (uma vaga), Farmácia (uma vaga), Psicologia (uma vaga), Fonoaudiologia (uma vaga) e Serviço Social (uma vaga). Em ambos os casos, os programas têm duração de dois anos em regime de dedicação exclusiva. As inscrições custam R$ 290. As demais informações podem ser encontradas no edital do certame.

As provas escritas para todos os programas estão marcadas para o dia 9 de dezembro e o resultado final será disponibilizado no dia 23 de janeiro do próximo ano. O início das atividades deverá ocorrer no dia 1º de março. Todo o processo seletivo será organizado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

tabela-médica.png

 

tabela-multi.png

 

tabela-uni.png