Destaque Inferior - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

Destaque Inferior

Notícias quem ficam no destaque inferior da página inicial

ligacabeca.jpeg

Integrantes da Liga Acadêmica de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (LICCAPE) do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), grupo com 16 estudantes de medicina que vivenciam a rotina do departamento no HCP, se uniram em prol da instituição. Em alusão ao Dia Mundial de Câncer, celebrado no dia 04 de fevereiro, os jovens criaram um Trote Solidário formado pela Liga e projetos de extensão da Uninassau, incluindo também os calouros, para arrecadação de equipamentos de proteção individual (EPI’s). Ao todo foram doados ao HCP 205 máscaras N95, 660 máscaras cirúrgicas, 165 litros de álcool e 16 filtros respiratórios HME. 

Participaram quatro equipes, cada uma com 16 componentes, assim como a colaboração de amigos e familiares. A ideia surgiu em uma reunião da diretoria da LICCAPE que depois de estruturar o projeto, convidou as demais ligas para participar da campanha.

ligapescoco.jpeg

 

notadepesar_domingos.jpeg

Com muita tristeza e pesar recebemos a notícia do falecimento do empresário e dono da Armazém Coral, Domingos Moreira, aos 87 anos. Um homem trabalhador, que há mais de dez anos também abraçou a causa do HCP e, anualmente, contribuía para o desenvolvimento da nossa instituição.

No último mês de janeiro, seu Domingos esteve no Hospital de Câncer para reafirmar o seu compromisso, assim como fez em todos os anos anteriores, desde o início dessa linda parceria. “Seu Domingos iluminou esse hospital com o seu coração caridoso. Através das suas doações, nossa instituição pôde aprimorar os espaços físicos para melhor acolher os nossos pacientes ao longo dos anos. Além disso, com a sua simpatia nos ensinou a importância de valorizar cada conquista e cada parceria” destaca Cláudia Barbosa, superintendente administrativa do HCP.

Aos familiares, amigos e colegas de trabalho, prestamos nossas condolências pela grande dor e externamos nossos votos de solidariedade.

Hospital de Câncer de Pernambuco

agendaHCP.png

Em comemoração aos 75 anos de trabalho filantrópico, HCP inicia a venda de caderno comemorativo para arrecadar recursos para a instituição

Instituição privada, sem fins lucrativos, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) completou, em novembro de 2020, 75 anos de serviços prestados à população em tratamento de câncer, atualmente representando 50% de todos os pacientes oncológicos do estado. Em comemoração a data e com o objetivo de arrecadar recursos para ajudar o hospital, o HCP iniciou a venda de um caderno comemorativo, que terá toda sua renda revertida para completar o tratamento de crianças, jovens, adultos e idosos atendidos na instituição. O material pode ser adquirido no Posto Pichilau (Posto Sul), em Prazeres, e nas Livrarias Jaqueira.

A campanha foi toda desenvolvida pela equipe de marketing e comunicação do HCP, com a proposta de oferecer um produto que represente a história da instituição. Na campanha, que pode ser conferida nas redes sociais do hospital (@sigahcp), um vídeo relata a trajetória do HCP, que através de mãos voluntárias, tornou-se a principal referência em tratamento de câncer no estado. E é desse voluntariado, através da presidente da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Pernambuco, Maria da Paz Azevedo, que saiu o poema narrado no vídeo pelo ator pernambucano, Aramis Trindade, que já participou de produções como O Auto da Compadecida.

O caderno é atemporal, com calendário até 2024 e, ainda, com áreas para planejamento pessoal e financeiro. A obra de arte que ilustra a capa foi cedida pelo filho de Ariano Suassuna, Manuel Dantas Suassuna, e o layout desenvolvido pelo designer Ricardo Gouveia de Melo. Parceiro do Hospital de Câncer de Pernambuco, a rede Pichilau e a Livraria Jaqueira se disponibilizaram como ponto de venda. De forma presencial, os interessados podem adquirir o caderno na conveniência do Posto Pichilau (Posto Sul), na BR 101 SUL, KM 83,7, em Prazeres, Jaboatão dos Guararapes, e nas Livrarias Jaqueira (Paço Alfândega e Jaqueira). 

 

IMG_9078.JPG

Dessa vez foi na loja Arco-Mix, no centro do Cabo de Santo Agostinho, na última terça-feira (09), que as equipes do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) e da rede de supermercados se reuniram para a entrega de mais um cheque da campanha Troco Solidário. A ação acontece mensalmente, no mercado Arco-Mix ou no atacarejo Arco-Vita, fazendo a entrega simbólica do cheque com a quantia arrecada no mês anterior. A soma do mês de janeiro rendeu R$ 54.569,26 em doação para o HCP.

O Troco Solidário, desde o último mês de dezembro, já conta com uma nova forma de doação, o cartão de crédito. “É mais uma maneira de incentivar o cliente, já que ele tem a possibilidade de pagar o valor doado no mês seguinte. Percebemos que com essa forma de pagamento, o cliente se sente mais confortável para arredondar a quantia e ajudar o HCP. Eles sabem da importância da instituição, muito confirmam que conhecem pessoas que se tratam lá e, muitas vezes, são os próprios parentes”, destaca Jucilene Duda, operadora de caixa da loja.

A campanha já acontece desde novembro de 2018 e, somando todas as quantias, já arrecadou mais de um milhão de reais para o hospital. Na ação, as operadoras de caixa da rede estimulam que o cliente deixe as moedas do troco ou, se preferir, outra quantia, que será doada integralmente ao hospital. O valor sai registrado na nota fiscal. 

covid01.jpeg

Seguindo as normativas estabelecidas pelo Ministério da Saúde e os governos estaduais e municipais para a 1ª fase de vacinação contra a Covid-19, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) deu início, no último sábado (23), à vacinação dos trabalhadores envolvidos diretamente na atenção/referência para os casos do Novo Coronavírus.

Nesta 1ª fase foram vacinados os funcionários atuantes na Urgência Oncológica, Enfermaria Anjo Clínico e UTI Nossa Senhora Aparecida, totalizando 181 profissionais entre médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, maqueiros e auxiliares de serviços gerais atuantes na linha de frente. 

Coordenador da Urgência e da Enfermaria Anjo Clínico, dr. João Paulo estava presente no dia da vacinação. “Para mim, o marco desse ano é o início da vacinação dos profissionais de saúde. A chegada da vacina nos dá um sentimento de renovação e de esperança de dias melhores, que em breve poderemos sorrir sem máscara e abraçar sem medo”, destaca o profissional.

A vacinação ocorreu durante três dias, encerrando na última segunda-feira (25), seguindo os dias de plantão de cada funcionário, conforme orientação dos coordenadores das áreas.

covid02.jpeg

covid03.jpeg

IMG_8541.JPG

Há um ano, o proprietário do Armazém Coral Achaqui, Domingos da Silva Moreira, parceiro do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) há mais de oito anos, esteve na instituição para entregar a sua doação anual. Hoje (21), exatamente um ano depois, veio ao HCP reafirmar esse compromisso.

Superior ao ano passado, para 2021, o Hospital de Câncer recebeu R$70.000,00 em materiais de construção, a ser utilizado durante todo o ano para cobrir as necessidades diárias de manutenção da instituição, como tintas, materiais hidráulicos e materiais elétricos. E mais uma contribuição em dinheiro no valor de R$ 78.000,00, que serão pagos em parcelas mensais. Doações como essas ajudam o HCP na manutenção da instituição, atualmente responsável pelo tratamento de mais de 50% dos pacientes com câncer de Pernambuco. “Nosso objetivo é contribuir no dia a dia do hospital, nas necessidades diárias. Sabemos a importância dessa instituição e os grandes custos com manutenção. Nessa parceria, podemos contribuir um pouco”, destaca Domingos Moreira.  

 

senaidoacoes1.jpeg

Parceiro do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), o SENAI fez mais uma doação ao HCP. Resultado da Semana Interna de Prevenção a Acidentes do Trabalho (SIPAT), Idealizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA), a ação rendeu mais de três toneladas de alimentos e itens de higiene pessoal. A captação do material foi realizada nas escolas técnicas do SENAI localizadas no Cabo e em Ipojuca. Além dos colaboradores, a gincana envolveu quatro turmas de cursos de curta duração das áreas de logística e administração, engajando cerca de 370 alunos.

Na gincana, a equipe vencedora ganharia cursos EaD gratuitos, à escolha dos alunos. “O engajamento foi tão grande que optamos por premiar todas as turmas participantes”, ressalta Fernando Freyre, gerente escolar das escolas do Cabo e de Ipojuca.

Para o Hospital de Câncer, as doações representam o entendimento da sociedade sobre a importância do HCP para o estado. “Somos uma instituição filantrópica responsável pelo tratamento de mais de 50% de todos os pacientes com câncer de Pernambuco. Pela nossa demanda, para continuar oferecendo tratamento de qualidade aos pacientes, precisamos contar com a colaboração da sociedade. Só de refeições, são distribuídas mais de duas mil para pacientes, acompanhantes e colaboradores, diariamente”, destaca a gerente de captação de recursos dos HCP, Juliane Carvalho. 

 “Precisamos ter empatia uns com os outros. Hoje estamos bem, mas não sabemos o dia de amanhã. É essencial trazer esses processos para dentro da sala de aula”, disse a docente Alexandra Souza, responsável por engajar mais de 260 alunos nessa ação. 

senaisdoacoes2.jpeg

patologiaa.jpeg

Captação da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, grupo voluntário que atua no Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), o serviço de Anatomia Patológica do HCP agora dispõe de um microscópio para cinco observadores. O equipamento permite que uma mesma peça (material oncológico) possa ser analisada por cinco especialistas, simultaneamente, proporcionando benefícios à equipe, à formação dos residentes e aos pacientes. “A aquisição do microscópio de ensino é de grande importância para as atividades assistenciais e acadêmicas, beneficiando direta e indiretamente os pacientes”, destaca Gabriel Lotero, residente de patologia do HCP.

O serviço de patologia é responsável diagnóstico de doenças, através de análises realizadas em biópsias, peças cirúrgicas, necropsias e punções. Com o novo microscópio, será possível promover a discussão de casos com vários especialista, além da integração dos residentes, o que permite aumentar o conhecimento e a qualidade técnica da equipe e, principalmente, aumentar a qualidade do diagnóstico da doença do pacientes. Além disso, contribui para maior produtividade e agilidade na execução dos laudos, trazendo benefícios aos pacientes, uma vez que seu tratamento será iniciado de forma mais precoce. “A passagem de casos constitui uma reunião clínica para debater sobre as peças. É muito importante durante a formação profissional do residente em patologia, pois está para o patologista futuro, assim como o ato cirúrgico está para o cirurgião. Inclusive, outros especialistas envolvidos, que costumam vir para o departamento discutir determinados casos poderão participar da reunião para entender melhor o laudo histopatológico do paciente e conseguir conduzir o tratamento da melhor maneira”, destaca Daniele Godoy, representantes dos residentes de oncologia do HCP.

patolo.jpeg

Além do microscópio para cinco observadores, a Rede Feminina também doou uma televisão ao departamento. “A captação do valor foi feito com a ajuda de parceiros que entendem a importância de equipamentos de qualidade para o serviço de patologia, setor indispensável na definição do diagnóstico do paciente oncológico do HCP. Com a compra do microscópio, acreditamos que será possível oferecer mais agilidade e precisão”, destaca Maria da Paz, presidente da Rede Feminina.

 

saude-mental-amarelo.jpeg

Anualmente o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) abraça a campanha Setembro Dourado, feita para alertar sobre os sinais e sintomas relacionados ao câncer infantil. Ganhando destaque nos últimos anos, o tema saúde mental também vem sendo fortemente abraçado por várias instituições de saúde através do Setembro Amarelo, campanha dedicada à prevenção ao suicídio. Por este motivo, o HCP busca, durante todo o mês, também ressaltar para a sociedade sobre a importância de cuidar da saúde mental e física das crianças e adolescentes diagnosticadas com câncer.

Pernambuco é o 7° estado do país com mais casos notificados de violência autoprovocada, que são pensamentos suicidas, automutilações e tentativas de suicídio entre jovens de 15 a 19 anos, segundo Ministério da Saúde (2019). Solidão, desesperança e doenças estão entre os principais fatores de risco para o suicídio, sentimentos que, também, são muito comuns quando falamos em câncer. Essas informações intensificam o fato de que a saúde mental de pacientes oncológicos precisa ser avaliada regularmente. É necessário como forma de prevenção do suicídio, identificar os fatores de risco para ajudar os profissionais de saúde, familiares e amigos para intervir precocemente e salvar vidas. 

Os tratamentos contra o câncer são agressivos, longos e, muitas vezes, com cirurgias mutiladoras. “As crianças e os adolescentes acabam sendo privados de brincar, ir para a escola, para festas, e isso pode causar uma tristeza, baixa autoestima e, até mesmo, depressão, ocasiona por essa privação da sua infância”, explica a coordenado do serviço de psicologia, Karla Neves. Paciente do HCP há quatro anos, Izael Marques (22 anos), afirma ter sofrido muito preconceito por causa do câncer. “Muitos amigos se distanciaram de mim, porque tinha medo de pegar também. Me viam como um aleijado. As pessoas são muito ignorantes sobre isso. Acabei me excluindo em casa, falava para mim mesmo que só iria sair quando meu cabelo crescesse”, lembra.

 “Não podemos resolver suas angústias, mas podemos escutá-los e ajuda-los a dar voz aos seus sentimentos. O falar traz a cura, quando o paciente consegue se expressar, ele aceita sua realidade como ela é, aprendendo a se olhar com mais carinho e lidando melhor com o mundo da forma que ele é”, explica a psicóloga. 

Além do apoio profissional, a participação e o apoio dos familiares e amigos também é muito importante. “Minha esposa também teve câncer antes de mim. Assim que nos conhecemos, um dia depois, ela me ligou preocupada perguntando sobre como eu estava me sentindo. Foi incrível ver que ela se importava comigo, um total desconhecido. Isso me deu muita força, poder contar com ela e todos que se importavam e me escutavam”, conta Izael.

 

 

55.JPG

Por ser filantrópico, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) conta com doações de pessoas físicas e jurídicas para complementar o tratamento de câncer e, ainda, cobrir alguns custos, como a produção de cerca de duas mil refeições diárias para pacientes, acompanhantes e colaboradores. Trabalhando há poucos meses na instituição como agente patrimonial, Charliston Costa, sabendo das necessidades do hospital, reuniu um grupo de motoclubes do qual faz parte e, na tarde da última quarta-feira (05), doaram cerca de meia tonelada de alimentos. 

Os insumos, em sua maioria suplementos alimentares, foram arrecadados em um sopão beneficente, realizado pelos motoclubes MC Biker Soul e Mundo a Fora na Estrada, no último dia 31 de julho, com o apoio de vários parceiros, incluindo outros motoclubes do estado, como Lobos Sem Destino, Duck’s na Estrada, Solus Christus Brasil, Coyoty’s e Street 99. “Foi gratificante. Convidamos outros motoclubes e todos entenderam a importância de ajudar e abraçaram a causa. Em pouco tempo, conseguimos arrecadar o que vocês estão vendo aqui, meia tonelada de alimentos”, descrê Charliston.

Essa não foi a primeira ação do grupo. Frequentemente realizam ações sociais para ajudar outros hospitais e várias comunidades. 

33.JPG

22.JPG