HCP é selecionado para participar do PROADI-SUS - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

O pouco com amor é muito

Empresas e clientes unidos para ajudar no tratamento contra o câncer no Hospital de Câncer de Pernambuco

  • SOU CLIENTE E QUERO DOAR
  • SOU EMPRESÁRIO E QUERO CONTRIBUIR
  • CONTINUAR PARA O SITE

HCP é selecionado para participar do PROADI-SUS

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

DESTAQUESITE.jpg

O hospital está participando do projeto “Saúde em Nossas Mãos”, que busca aperfeiçoar ações de prevenção das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS)

A UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Clínica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) foi selecionada pelo Ministério da Saúde para participar do projeto “Saúde em Nossas Mãos: Melhorando a Segurança do Paciente em Larga Escala no Brasil”, através do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS). Para o desenvolvimento das ações no HCP, a equipe de assistência da UTI Clínica e a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) somados às equipes da Superintendência Técnica, Gerência da Qualidade, Farmácia e Fisioterapia Hospitalar terão suporte educativo para aprimorar e implantar novas práticas seguras no setor.

O “Saúde em Nossas Mãos” busca prover o suporte técnico e metodológico quanto a Prevenção de Infecções Relacionadas à Assistência a Saúde (IRAS): infecção primária da corrente sanguínea associada ao uso de cateter venoso central (IPCS-CVC), infecção em trato urinário associado ao uso de cateter vesical de demora (ITU-AC), pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) e da higienização das mãos. O projeto do Ministério da Saúde, desenvolvido durante o triênio 2021-2023, busca reduzir em 30% as taxas de infecção relacionadas à assistência em UTIs adulto, pediátricas e neonatais do Brasil, desenvolver a capacidade das equipes em realizar a implantação dos pacotes de mudanças relacionadas à prevenção de infecções e aumentar a adesão ao protocolo de Higiene de Mãos em 30%.

O PROADI foi criado com o objetivo de contribuir com o aperfeiçoamento do SUS. Nele, instituições hospitalares, sem fins lucrativos, desenvolvem projetos utilizando as suas competências para qualificar e desenvolver o SUS em todo o Brasil - uma forma alternativa para determinados hospitais fazerem jus à Certificação de Entidade Beneficente de Assistência Social em Saúde (CEBAS) através da transferência de sua expertise pela realização de projetos de educação, pesquisa, avaliação de tecnologias, gestão e assistência especializada. A exemplo do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (São Paulo), responsável por acompanhar o HCP durante o projeto. 

“A participação no PROADI-SUS tem sido um grande desafio e, ao mesmo tempo, uma grande satisfação. Estamos contribuindo de forma efetiva e perene para o desenvolvimento do SUS, não só conduzindo projetos, mas também deixando um legado. Dentro do programa, formamos pessoas, qualificamos profissionais, realizamos descobertas científicas, apoiamos os gestores na tomada de decisão, realizamos tratamentos e o mais importante: ajudamos a salvar vidas.”, destaca o fisioterapeuta hospitalar Donato Braz.

proadi.jpeg

proadi1.jpeg

“Saúde em Nossas Mãos” do HCP

Bundles

Parte da implantação do projeto na instituição, a UTI Clínica do HCP agora tem os processos apresentados de forma mais acessível. A área de assistência foi adesivada com os “Bundles”: conjunto de pequenas e simples práticas de assistência a saúde baseadas em evidências que, quando executadas coletivamente e de forma confiável, melhora os resultados para os pacientes. Nesse caso, com protocolos a serem seguidos para o Controle de Infecções Relacionadas à Assistência (CVC, ITU e PAV). Os adesivos dos Bundles permitem que os processos padronizados estejam acessíveis para todos, para que sejam cumpridos, e garantir a segurança do paciente.

Kamishibai

O Kamishibai é um recurso para gestão à vista que será implantado na UTI até o próximo mês de março. São quadros formados pelos elementos dos processos estabelecidos pelos Bundles para Controle de Infecções Relacionadas à Assistência. Desta forma, problemas podem ser identificados por todos e mais rapidamente medidos para serem discutidos entre a equipe e solucionados mais rapidamente.