HCP inicia aulas do Programa de Educação Permanente em Cuidados Paliativos - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

HCP inicia aulas do Programa de Educação Permanente em Cuidados Paliativos

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

IMG_9043.JPG

Na última sexta-feira (5), o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) deu início às aulas do Programa de Educação Permanente em Cuidados Paliativos da Rede SUS-PE, que tem como objetivo capacitar profissionais da área médica e multidisciplinar a atuarem na assistência oncológica em Cuidados Paliativos no Sistema Único de Saúde. O curso, que faz parte do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON), é gratuito e conta com um corpo docente de referência, formado por profissionais de saúde do HCP. Ao todo, 160 alunos de várias cidades do estado foram aprovados no processo seletivo, realizado a partir de outubro de 2020. 

“O Programa permitirá difundir a cultura em cuidados paliativos nas principais instituições de saúde do estado, além da integração entre os profissionais participantes, o que promoverá a troca de experiências dos principais casos encontrados em cada região”, destaca dr. Guilherme Costa, assessor da superintendência de ensino e pesquisa do HCP. O programa é dividido em 10 módulos teóricos (que estão sendo realizados de forma online) e 5 módulos práticos. Ao todo, são 450 horas de capacitação. Nas primeiras aulas, foram abordados os conceitos básicos da atenção em Cuidados Paliativos – numa perspectiva de humanização e reabilitação das sequelas emocionais trazidas pela doença –, e a teoria e prática da elaboração e desenvolvimento de projetos e pesquisas (metodologia científica). “A expectativa é que os participantes absorvam os conceitos, elaborarem um produto final e consigam disseminar os cuidados paliativos nas suas práticas e setores”, pontua Erika Santo, coordenadora do curso. 

No HCP, o serviço de Cuidados Paliativos atua na assistência aos pacientes que estão em cuidados paliativos e de fim de vida – os casos oncológicos em que já não é mais possível se alcançar a cura. “Nesses casos, devemos oferecer um tratamento individualizado e focado nas necessidades do paciente, promovendo maior conforto e qualidade de vida”, explica o Superintendente Técnico e Coordenador de Cuidados Paliativos do HCP, dr. Fábio Malta. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o câncer é, atualmente, a segunda causa de morte no Brasil e no mundo e, até 2030, deve ser a principal, com um aumento de 50% no número de novos casos. O diagnóstico da doença traz repercussões emocionais e sequelas que afetam não apenas os pacientes, mas também os familiares, o que torna a abordagem multidisciplinar dos Cuidados Paliativos uma prática essencial em atenção à saúde.

Sobre o HCP: O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que se dedica ao diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos por meio do Sistema único de Saúde – SUS. Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes. Esses recursos são utilizados no custeio, na modernização do parque tecnológico e nas instalações físicas do hospital. Além disso, são direcionados para complementar o custo do tratamento dos pacientes. Em 2019, 5.279 novos pacientes iniciaram seus tratamentos da instituição. Saiba mais no site: www.hcp.org.br.