HCP celebra termo de entrega da expansão da Radioterapia - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

HCP celebra termo de entrega da expansão da Radioterapia

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

O novo equipamento irá aumentar em 20% a capacidade de atendimento do serviço de Radioterapia da instituição

 IMG_8571.JPG

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) foi uma das instituições beneficiadas com o Plano de Expansão da Radioterapia do Ministério da Saúde (MS), cujo objetivo é expandir o acesso ao tratamento de Radioterapia no Sistema Único de Saúde (SUS). Através do projeto, o HCP foi contemplado com a doação de um acelerador linear – equipamento moderno que faz o procedimento – e com a construção de um “Bunker”, local específico destinado a comportar o aparelho.

Para realizar a visita técnica de análise e celebrar o Termo de Entrega da Expansão da Radioterapia, representantes do MS, do HCP e da Varian Medical Systems (empresa fabricante da máquina) estiveram reunidos na última quinta-feira (21), no HCP, para assinatura dos contratos. “O HCP é referência em oncologia, e atente mais da metade dos pacientes com câncer do estado”, disse aos presentes o Superintendente Financeiro, dr. André Amarante. 

IMG_8564.JPGEstiveram presentes representantes do HCP, do Ministério da Saúde e da Varian Medical Systems

Na instituição, o projeto de expansão teve início em 2014 e foi finalizado em 16 de dezembro de 2020, data memorável, que simboliza o dia em que o equipamento foi utilizado, pela primeira vez, em um paciente. Agora, com a renovação do parque tecnológico da Radioterapia, o hospital dispõe de um dos mais modernos equipamentos para o procedimento, o que significa um marco importante na história do tratamento oncológico da instituição. Com o primeiro Acelerador Linear Digital e com Sistemas de planejamento tridimensional (forma avançada de radioterapia) próprios, a instituição aumentará a capacidade de atendimento da Radioterapia, além de não mais precisar alugar serviço externo. “É um marco”, explica a coordenadora da Radioterapia do HCP, dra. Ana Luiza Fassizoli, “Estando esse equipamento dentro da instituição, passaremos a tratar cerca de 180 pacientes por dia, 20% a mais do que conseguíamos tratar anteriormente, o que supre quase a totalidade de nossa demanda interna”, pontua.

 

IMG_8578.JPG

O câncer é segunda causa de morte por doença no mundo e no Brasil e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS, 2012), será a primeira, a nível mundial, a partir de 2030. Cerca de 70% desses pacientes precisarão de Radioterapia em algum momento do seu tratamento – o procedimento utiliza radiações ionizantes para destruir um tumor ou impedir que suas células aumentem (definição do INCA). Além da nova máquina de radioterapia, o HCP tem projetos para aquisição de novos equipamentos e novas tecnologias para suprir a demanda que está por vir, para atender o aumento da incidência esperado para ao longo do tempo. 

Sobre o HCP: O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) tem 75 anos e é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que se dedica ao diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos por meio do Sistema único de Saúde – SUS. Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes. Esses recursos são utilizados no custeio, na modernização do parque tecnológico e nas instalações físicas do hospital. Além disso, são direcionados para complementar o custo do tratamento dos pacientes.

 

IMG_8585.JPG

IMG_8581.JPG

IMG_8559.JPG

IMG_8590.JPG