Troco Solidário: Arco-Mix doa R$52.070,09 ao HCP - HCP - Hospital de Câncer de Pernambuco

Troco Solidário: Arco-Mix doa R$52.070,09 ao HCP

Gostou? Compartilhe com seus amigos.

Troco061020.jpeg

Mais um valor arrecadado pelo Troco Solidário foi entregue, ontem (6), ao Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Fruto da união dos trocos doados pelos clientes da rede de supermercados Arco-Mix ao hospital, a quantia de R$52.070,09 será investida na compra de capotes e jalecos utilizados pelos médicos, enfermeiros e técnicos do HCP na garantia de uma assistência oncológica segura e de qualidade. A entrega simbólica foi realizada na unidade Arco-Mix da Várzea. 

“O Troco Solidário faz toda a diferença e nos ajuda a oferecer um tratamento de qualidade para os pacientes com câncer”, pontua a gerente de captação de recursos do HCP, Juliane Carvalho. Uma dessas pacientes é Gabriela Vieira, que também é cliente do Arco-Mix e esteve presente na entrega para agradecer em nome de todos os que se tratam no HCP: “Essas doações são muito importantes para todos nós. Agradeço e ressalto a importância do Troco Solidário”, disse. A gerente da unidade, Luana Teixeira, também aproveitou a ocasião para agradecer: “Essa ação é maravilhosa, muita gente está sendo beneficiada. Agradecemos a cada cliente que doou, tendo a certeza de que está ajudando muitas vidas”.

O sucesso do Troco Solidário é graças ao engajamento de toda a equipe e clientes Arco-Mix, que abraçam a causa do HCP e, de troco em troco, realizam essa grande doação mensal para a instituição. A operadora de caixa Inavise Rodrigues é uma das funcionárias que mais arrecada na unidade da Várzea. Feliz em poder ajudar, ela conta que sempre engaja seus clientes: “É um projeto muito lindo. Eu incentivo meus clientes a, cada dia mais, ajudar o HCP, que sempre necessita de solidariedade”, diz. Ednaldo Possas é um desses clientes. Segundo ele, o fato de ter passado por um tratamento de câncer de próstata reforçou ainda mais o que já era uma característica sua: o fato de ajudar o próximo. “Como cidadãos, todos deveríamos contribuir com os outros. É um prazer ajudar alguém de alguma forma”, contou.