Blog

Equipe de Próteses Reabilitadoras ganha reforço

proteses-reabilitadoras-1.JPG

A equipe de Próteses Reabilitadoras do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) está com reforços durante o mês de janeiro. Convidados pela dra. Eliane Revoredo, responsável pelo setor, os protesistas Rafael Sotelo, Jucimara Santos e Renata Ghizzi estão participando de um estágio no setor. A ideia é que eles aprendam mais sobre as próteses reabilitadoras e a importância delas para os pacientes com câncer.

 

O setor de Próteses Reabilitadoras fornece, gratuitamente, próteses para pacientes que perderam partes importantes do corpo por causa do tratamento contra o câncer. Olhos, narizes e até maxilares ganham forma nas mãos da dra. Eliane e da sua equipe – e fazem muita diferença na vida dos pacientes. Agora, com os “estagiários”, o atendimento será reforçado. “A presença deles irá ajudar demais o HCP, porque estamos com material e iremos adiantar a produção de várias próteses”, explicou a cirurgiã-dentista.

Vindo de São Paulo, Rafael Sotelo contou que conheceu dra. Eliane durante um curso sobre próteses oculares, realizado no último mês de agosto. Após alguns contatos, surgiu a proposta de parceria. “Desde que me formei, me interessei um buco-maxilo. Fiz um estágio na área, mas também queria aprender outros tipos de próteses”, declarou, enquanto observava o trabalho da cirurgiã-dentista.

 

A vontade de aprender mais também é compartilhada por Renata Ghizzi, que veio do Paraná, e por Jucimara Santos, também de São Paulo. Jucimara, aliás, já tinha trabalhado durante quatro anos em consultório, mas acredita que a experiência no HCP será ainda mais enriquecedora. “Está sendo bem produtivo. O contato com a prótese e com os pacientes mostra que somos todos humanos e que estamos aqui para ajudar uns aos outros”, frisou. 

 

proteses-reabilitadoras-3.JPG

proteses-reabilitadoras-2.JPG

 

 

HCP abre inscrições para especialização em Urologia Oncológica

Fellowship-uro-2017-site.png

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo do Programa de Fellowship em Urologia Oncológica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Direcionadas para médicos que já possuem residência em cirurgia geral e em urologia, as atividades da pós-graduação iniciarão no próximo mês de abril, com a proposta de formar especialistas para o tratamento uro-oncológico. As inscrições seguem até o dia 24 de fevereiro e podem ser feitas através do e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Durante um ano, o médico selecionado para o Fellowship irá acompanhar e realizar atividades cirúrgicas, ambulatoriais e científicas, sob a supervisão dos nove médicos que atuam no setor de Urologia Oncológica do HCP, atualmente chefiado pelo urologista dr. André Maciel. A programação do Fellowship ainda inclui aulas teóricas ministradas por profissionais do HCP e de outras instituições parceiras. Também é possível participar de um intercâmbio no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo.

Ao fim do curso, o aluno terá vivenciado rotinas de tratamento de todos os tipos de cânceres do trato urinário, como os que atingem a próstata, a bexiga e o pênis. “Essa é uma forma de o médico se aprofundar na Urologia Oncológica de maneira prática e teórica. Com isso, ele poderá facilitar sua inserção no mercado de trabalho, que está cada vez mais exigente”, reforça o urologista e supervisor do programa, dr. Luiz Henrique Araújo.

Este é o segundo ano do Programa de Fellowship em Urologia Oncológica no HCP. A primeira edição foi iniciada em abril de 2016, com o médico Michel Bredow. De acordo com dr. Luiz Henrique, esse tipo de especialização lato sensu é frequente nos Estados Unidos e em países da Europa, embora ainda seja raro no Brasil. No Nordeste, o HCP foi a primeira instituição a oferecer esse formato de pós-graduação.

 

COMO PARTICIPAR – Os médicos interessados em participar do processo seletivo deverão enviar um e-mail para O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até o dia 24 de fevereiro. É preciso encaminhar informações pessoais (nome, RG, CPF e data de nascimento) e currículo atualizado. A seleção será feita por meio de análise curricular e entrevista presencial. O resultado final será divulgado no dia 15 de março.

HCP realiza II Simpósio em Farmácia Hospitalar

II-simposio-farmacia-2016-noticia.jpg

O Hospital de Câncer de Pernambuco realizará, no próximo dia 20/01 (sexta-feira), a partir das 8h, o II Simpósio de Farmácia Hospitalar e Oncológica. O evento, que marca o Dia do Farmacêutico, será realizado no auditório da empresa Vip Saúde, no Espinheiro, e tem como tema central a Farmácia Clínica.

Essa edição do simpósio contará com aulas de Valéria Santos Bezerra, que atua como superintendente de suprimentos do Hospital da Restauração; de Tábata Souza, que coordena a Farmácia na clínica Multihemo; da mestre em ciências farmacêuticas Grace Kelly Cordeiro e de Narcisa Caroline, farmacêutica clínica do HCP. Entre os temas abordados estão a atuação do farmacêutico clínico no cuidado ao paciente oncológico, a segurança do paciente em oncologia, o desfecho clínico como principal foco do farmacêutico hospitalar e a implantação da farmácia clínica na UTI do HCP.

Os interessados em participar do II Simpósio podem se inscrever gratuitamente na Superintendência de Ensino e Pesquisa do HCP. São 40 vagas disponíveis. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 3217.8197, no horário de 8h às 17h.

Perpart entrega doações para o HCP

perpart-entregamenor.jpg

Na manhã do dia 28 de dezembro, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) recebeu uma doação de 2.628 kg de alimentos e 2.402 fraldas, enviados pela Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart). Os donativos são frutos da VI Gincana Transformar, uma ação beneficente realizada pela empresa, que mobiliza funcionários e colaboradores, entre os meses de agosto e dezembro, através do acúmulo de alimentos e fraldas geriátricas para serem doados às instituições filantrópicas Instituto Padre Venâncio e HCP.

A ideia para a realização dessa atividade partiu de um grupo de servidores da empresa que levou a proposta para a direção da instituição - entusiasmada com o projeto, formatou uma gincana colaborativa, na qual os funcionários se dividem em equipes e realizam arrecadações para as instituições beneficiadas. Segundo o superintendente Clínico do Hospital de Câncer, o Dr. Fábio Malta, “as instituições filantrópicas contam muito com esse tipo de ação realizada pontualmente pela Perpart; essas doações de mantimentos nos dão mais fôlego para que possamos oferecer uma melhor alimentação, tanto para os nossos pacientes, quanto para os nossos colaboradores." 

Após a entrega dos donativos, os representantes da Perpart fizeram uma visita às enfermarias de pediatria (Anjo Rafael) e cuidados paliativos (São Lucas), onde puderam conhecer um pouco melhor o trabalho realizado pelo HCP. Para Celso Severo, gerente de regularização imobiliária e um dos membros da comissão de eventos que organizou a gincana, a visita foi bastante esclarecedora e, até um pouco tocante. “Um alimento, ou uma fralda geriátrica tem um valor simbólico no sentido da economia que o Hospital terá ao poder distribuir os recursos para outras áreas, mas, além disso, também tem o valor humano de ajudar alguém que, muitas vezes, precisa de atenção e afeto”, destacou o gerente.

 

Cimento Nacional doa 400 kg de alimentos ao HCP  

DSC00005.JPG

Na manhã da última sexta-feira (30), o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) recebeu uma doação de aproximadamente 400 kg de alimentos da Companhia de Cimento Nacional, empresa do Grupo Ricardo Brennand. A doação é fruto de uma campanha interna realizada pela empresa, nas unidades de Recife e João Pessoa, entre os meses de outubro e novembro, para arrecadar mantimentos para o HCP e para a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer da Paraíba.

A arrecadação de donativos fez parte das atividades de conscientização e prevenção ao câncer de mama e de próstata, realizadas ao longo das campanhas do Outubro Rosa e Novembro Azul, respectivamente. A assistente de Responsabilidade Social da empresa, Monara Tavares, explicou que o objetivo da campanha foi “sensibilizar as pessoas de modo a ajudar àquelas que estão mais necessitadas”. 

Para a presidente da Rede Feminina em Pernambuco, Maria Da Paz, “todas as doações são muito importantes para o HCP, pois elas garantem que os recursos que seriam utilizados para a compra dos alimentos possam ser transferidos para o tratamento dos pacientes”.

UPAE do Arruda orienta idosos sobre como evitar quedas em casa

upae-arruda-6meses.jpg

Em comemoração aos seis meses de funcionamento da UPAE do Arruda, pacientes e acompanhantes da unidade participaram, na última quinta-feira (29), de uma programação diferente. Além das consultas e exames regulares, eles receberam orientações sobre prevenção de quedas e fraturas, sobretudo, em pacientes idosos. A precaução principal é para evitar acidentes em casa, onde ocorrem 70% das quedas. "A melhor forma de comemorar os seis meses da UPAE é com mais serviços de saúde, como estamos fazendo", afirma Adriana Bezerra, coordenadora geral.

Desde que foi inaugurada em 30 de junho passado, a unidade já atendeu 76.500 pessoas. Atualmente, realiza uma média de 2.200 atendimentos/dia entre consultas, exames e sessões de fisioterapia. Na principal sala de espera da unidade, os usuários receberam informações e dicas para evitar acidentes em casa, tiraram dúvidas, e ainda, fizeram uma sessão coletiva de alongamento e exercícios. "Foi ótimo", elogiou o aposentado Cícero Alves do Amaral, 78 anos. Morador de Lagoa Encantada, ele faz sessões de fisioterapia na UPAE para se tratar de uma artrose.

Quem também gostou da atividade foi o porteiro José Ricardo, 37 anos, que faz fisioterapia na unidade para se tratar das conseqüências da chikungunya. "Aqui, somos quase uma família", diz ele, entre uma brincadeira e outra com seu Cícero. "Além da assistência médica propriamente dita, temos a missão de promover uma saúde de qualidade. E usuários bem informados podem, inclusive, repassar conhecimento em casa, junto aos seus familiares, ajudando a que todos busquem uma qualidade de vida mais saudável", informa Filipe Bitu, superintendente executivo do HCP.

A UPAE do Arruda foi construída pelo Governo do Estado e repassada para administração do Recife. Está sob gestão do Hospital de Câncer de Pernambuco e o acesso dos pacientes é por meio da Atenção Básica, com regulação municipal.

Orientações

As orientações sobre como evitar acidentes em casa foram repassadas aos usuários pelos fisioterapeutas André Bandeira, Aldenice Costa e Luciana Mergulhão, além da terapeuta ocupacional, Simone Guimarães; todos da unidade. Abaixo, algumas das dicas:

 - Colocar tapetes antiderrapantes no box do banheiro. Evitar tapetes de pano.

 - Utilizar móveis com quinas arredondadas e macias

 - Deixar área de circulação livre para evitar quedas

 - Tomadas devem ficar na altura de 46 cm

 - Evitar cama muito alta.

 - Boa iluminação em todos os ambientes da casa.

 - Telefones com números importantes e urgentes gravados na memória ou colados junto ao telefone.

Especialidades - A UPAE do Arruda oferece nove especialidades médicas: Reumatologia, Endocrinologia, Cardiologia, Neurologia, Nefrologia, Psiquiatria, Urologia, Pneumologia e Ortopedia; além dos serviços de apoio diagnóstico, como Ergometria, Ecocardiograma, Raio–X, Ultrassonografia, Eletrocardiograma e Endoscopia Digestiva. Junto às outras categorias profissionais, a unidade possui o serviço de reabilitação motora com uma equipe especializada em fisioterapia e terapia ocupacional; além de Nutrição, Psicologia, Enfermagem, Farmácia e Serviço Social.

Endoscopia e Estomatoterapia - Na rede municipal de saúde existem dois serviços que apenas da UPAE do Arruda disponibiliza. São estes: Endoscopia (procedimento que consiste na exploração visual e obtenção de imagem diagnóstica, com a utilização do aparelho endoscópio) e Estomatoterapia (curativos especiais, com enfermeiros específicos desta área).

Abertura de serviços - Na primeira quinzena de janeiro de 2017, a UPAE do Arruda passará a contar com o serviço de Colonoscopia e serão ofertados 144 exames/mês; além dos serviços de MAPA( monitorização da pressão arterial ) e HOLTER (exame que monitora a atividade elétrica do coração).

Presentes de aniversário são doados para o HCP

DSC00005.JPG

Com pouco mais de um ano, Laura Letícia ainda não conhece o significado da palavra solidariedade. No entanto, mesmo pequena, já está aprendendo a fazer a diferença na vida das outras pessoas. Às vésperas do Natal, no último dia 22, Laura veio ao Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) doar as mais de 150 latas de leite e de suplemento alimentar que ganhou de presente no seu primeiro aniversário. Com seu sorriso fácil e gigante, Laura encantou enquanto brincava entre as doações, depositadas aos pés da Árvore de Natal que enfeita a recepção do HCP.

Laura é a filha caçula da oficiala de Justiça Federal Débora Costa e do professor Getúlio Filho. Juntos, o casal tem três crianças. Para comemorar o primeiro ano de Laura, celebrado no dia 17 de dezembro, Débora queria fazer algo diferente. Inspirada em uma amiga, que havia feito a festa das filhas em uma creche, ela teve uma ideia. “Eu assisti uma reportagem de uma festa de 15 anos que foi feita para adolescentes com câncer que estavam em tratamento no hospital. E pensei no quanto deve ser difícil estar em um hospital sendo criança. Foi então que resolvi que os presentes seriam para a Pediatria do HCP”, contou.

Coincidência ou questão de fé, Débora recebeu, alguns dias depois, uma ligação do hospital. O pedido? Doações. Com o telefone do setor responsável em mãos, ela descobriu os itens que as crianças do hospital mais precisavam. “Pedi aos convidados e eles abraçaram a ideia”, contou. E deu certo. No total, foram arrecadadas 113 latas de leite e 53 de suplemento alimentar. “Mesmo aqueles que não puderam ir para a festa, foram na minha casa deixar as doações. Normalmente, em festas de um ano, você recebe muitos brinquedos e tudo o que é demais, sobra. Aqui, sabemos que esses itens ajudarão as crianças que precisam”, reforçou. As festas dos seus filhos, prometeu, jamais serão as mesmas.

Médicos residentes apresentam monografia

monografia-residentes-4.jpg

Dezembro de 2016 ficará marcado na memória de quatro médicos residentes do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). É que nesse mês, eles apresentaram as monografias de encerramento do programa de residência da instituição. Os estudos foram elaborados para as residências em Cancerologia Clínica e em Mastologia.

Carlos Eduardo Jerônimo, concluinte da residência em Cancerologia Clínica, desenvolveu um estudo que envolve a quimioterapia e o câncer gástrico, com o tema “Análise do tratamento quimioterápico em portadores de câncer gástrico avançado no HCP entre os anos de 2013 e 2014”. O trabalho, orientado pelos médicos Inaceli Caires e Rafael Caires, foi avaliado pelos oncologistas Leila Taguchi e Ilan Pedrosa.

Já Ana Carolina Branco, também concluinte da Cancerologia Clínica, abordou a resposta patológica da quimioterapia adjuvante em pacientes de câncer de mama tratadas no HCP entre os anos 2013 e 2014, sob orientação do oncologista Marcelo Salgado. “Esse trabalho foi brilhante, assim como a atuação de Ana Carolina durante o programa. Que os próximos residentes possam dar continuidade ao trabalho, pois assim conseguiremos resultados melhores para as nossas pacientes”, declarou a mastologista Denise Sobral, que participou da banca avaliadora juntamente com Leila Taguchi.

As concluintes da residência em Mastologia, Lenise Almeida e Ana Rita Guedes, ambas orientadas por José Peixoto, mastologista e Superintendente de Ensino e Pesquisa do HCP, também apresentaram as suas monografias após dois anos de atividades. Lenise Almeida abordou o estadiamento do câncer de mama no HCP após 10 anos de ações e programas públicos de controle do câncer, com a avaliação de Rodrigo Tancredi e Carlos Eduardo Caiado. Em seguida, Ana Rita Guedes apresentou a avaliação do grau de infiltrado linfocitário como marcador prognóstico no câncer de mama, trabalho avaliado e aprovado por Rodrigo Tancredi. 

monografia-residentes1.jpg

 

Residência Médica

No HCP, os programas de Residência Médica foram retomados em 2013, com a entrada de dois residentes para Mastologia e outros dois alunos para Cancerologia Clínica. No ano seguinte, a especialidade de Cabeça e Pescoço recebeu dois alunos, assim como a Mastologia. Em 2015, o HCP ofertou vagas para Mastologia, Cancerologia Clínica, Cabeça e Pescoço e Cancerologia Cirúrgica, que foram preenchidas por um total de oito alunos, sendo dois para cada especialidade. Já esse ano, foram disponibilizadas novamente oito vagas, distribuídas dentre as especialidades citadas acima.

 

“Como o HCP é referência no tratamento oncológico, os residentes escolhem a instituição como primeira opção para cursar a residência. Aqui, eles têm contato com diversas patologias, situação que traz um vasto conhecimento para o aluno”, esclareceu Luiz Henrique Araújo, coordenador da Comissão de Residência Médica – COREME. Além dos pontos abordados por Dr. Luiz Henrique, ainda é possível citar as várias parcerias do HCP com instituições nacionais e internacionais, que podem ser aproveitadas pelos residentes. “A retomada das residências fortalece o ensino e da pesquisa no hospital. Inclusive, faz parte da visão do HCP, que é ser referência na formação de profissionais”, complementou.

Campanha do Neoh capta recursos para HCP

DSC02105.JPG

A campanha “Mova-se contra o câncer”, idealizada pelo Núcleo Especializado em Oncologia e Hematologia (Neoh), trouxe resultados positivos para o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Na tarde da última quinta-feira (22), a instituição filantrópica recebeu uma doação do NEOH, referente às vendas das camisas da ação. Realizado em outubro em consonância com o Outubro Rosa, o projeto é realizado pelo Neoh desde 2015, com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o câncer de mama.

Este ano, foram realizadas atividades no Shopping RioMar e na praia de Boa Viagem, que contaram com a participação de milhares de pessoas. “A luta contra o câncer de mama é de todos e só vamos conseguir mudar essa realidade juntando as nossas forças. Queremos mostrar que cada um pode fazer sua parte para melhorar a realidade e diminuir a mortalidade e o sofrimento causado pela doença”, enfatizou a diretora Médica do NEOH, Jurema Telles.

Para a coordenadora de Captação de Recursos do HCP, Monara Nascimento, a parceria entre o hospital e o Neoh vai muito além do social. “É mais uma maneira de demonstrarmos, institucionalmente, a importância de uma campanha desse porte, que alerta para a prevenção contra o câncer de mama”, reforçou. Além dos recursos, o HCP também recebeu doação de cabelos, que serão usados na confecção de perucas. 

Setor de Cuidados Paliativos celebra o Natal

DSC02633.JPG

O corredor do setor de Cuidados Paliativos do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) ficou preenchido de alegria na noite do último dia 21. Juntos, pacientes e profissionais celebraram o Natal, em uma festa que contou com música, poesia e muitas mensagens positivas. Atualmente, o serviço conta com 25 pacientes internados, que são atendidos por uma equipe multidisciplinar com 12 profissionais, além de técnicos e enfermeiros.

O serviço de Cuidados Paliativos do HCP foi criado em 2010, sob a coordenação do médico paliativista Dr. Fábio Malta - hoje, superintendente Clínico do hospital. Responsável pelo setor desde 2013, a enfermeira Conceição Hander comentou que todas as datas festivas do ano são comemoradas nos Cuidados Paliativos. "Trabalhamos com pacientes que, em sua maioria, não têm possibilidade de ir para casa e acabam permanecendo mais tempo aqui na enfermaria. Tentamos suavizar e humanizar essa permanência”, explicou.

No roteiro da noite festiva, Cantata de Natal, com o Coral da Primeira Igreja Batista de Vitória; violinos e violões; encenação de uma peça com o artista Chico Domingues e com a fonoaudióloga do HCP, Ana Araújo; e presença do Papai Noel e da Mamãe Noel. “Estou achando lindo. Isso levanta a nossa auto-estima e traz alegria e conforto para os pacientes”, opinou Selma Soares, paciente do setor há menos de um mês.

DSC02685.JPG

DSC02631.JPG

DSC02747.JPG

DSC02638.JPG

 

Avenida Cruz Cabugá, 1597, 50040-000, Santo Amaro - Recife - PE
Ligue: (81) 3217-8000
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

FNQ logo

Redes Sociais