Destaque Inferior

Notícias quem ficam no destaque inferior da página inicial

Estudantes do Santa Maria visitam pacientes do HCP

DSC02310.JPG

Treze de dezembro de 2016. Uma data para ficar na memória. Esse é o sentimento que tomou conta dos mais de 40 alunos do Colégio Santa Maria que visitaram o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) na tarde da última terça-feira (13). Orientados pelo professor de Cidadania, Alexandre Borba, estudantes do 2º ano conheceram as enfermarias e conversaram com pacientes do hospital – crianças, adultos e idosos.

A visita faz parte do projeto “Somos solidários, somos Santa Maria”, que visa estimular a conexão dos alunos do 6º ano do Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio com as diferentes realidades do mundo. “Queremos humanizar o nosso aluno. Isso faz parte da formação integral e irá influenciar a vida dele como pessoa e como profissional”, explicou Borba, que também é coordenador do projeto.

Em duplas, os estudantes conheceram a história de vários pacientes em enfermarias do HCP, incluindo a de cuidados paliativos e a pediatria. Foi nessa última que a estudante Beatriz Luna, 17 anos, viveu uma “experiência para a vida inteira”. Beatriz, aliás, carrega o sonho de ser pediatra. “Nós vivemos em uma bolha e nos importamos tanto com pequenas coisas, às vezes desnecessárias, enquanto algumas pessoas só precisam de um pouco de atenção. Eu saio daqui com a energia revigorada”, descreveu.

Iniciado este ano, esta é a segunda vez que o projeto “Somos solidários, somos Santa Maria” traz estudantes para o HCP. A primeira visita ocorreu no último mês de junho, com alunos do 1º ano. “Essa experiência só faz com que os alunos cresçam como pessoas e aprendam a se colocar no lugar do outro”, reforçou a coordenadora de Captação e Recursos do HCP, Monara Nascimento. 

 

DSC02288.JPG

 

DSC02302.JPG

 

 

Pacientes e fonoaudiólogas confraternizam no HCP

festafono.jpg

O verbo é confraternizar. Juntos, pacientes e fonoaudiólogas do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) celebraram, na manhã do último dia 13, o fim de mais de um ano de atividades do Grupo Ressoar. Desenvolvido pelo Serviço de Fonoaudiologia do HCP, o grupo apoia os pacientes do hospital que foram submetidos à laringectomia, quando há a retirada da laringe. As atividades do Grupo Ressoar serão retomadas em fevereiro de 2017.

 “As reuniões do Grupo Ressoar ocorrem uma vez por mês. Além das atividades de fonoaudiologia, convidamos profissionais da casa, de diversas áreas, para que eles possam contribuir com orientações que sejam benéficas para o dia a dia dos pacientes”, explicou a fonoaudióloga e coordenadora do Serviço de Fonoaudiologia do HCP, Roberta Borba. No total, a equipe realiza mais de 700 atendimentos por mês, entre ambulatório e enfermarias.

DIA DO FONOAUDIÓLOGO

Em comemoração ao Dia do Fonoaudiólogo, celebrado no dia 9 de dezembro, o Serviço de Fonoaudiologia do HCP realizou uma série de atividades para os pacientes do hospital. “Este ano, elaboramos uma proposta diferente. Normalmente, atuamos mais com os pacientes de Cabeça e Pescoço, com quem temos uma ligação muito forte, mas nos estendemos, também, para a Quimioterapia e para a Fisioterapia”, comentou Roberta.

No dia 5, as fonoaudiólogas Érika Espíndola e Elaine Santos ministraram a palestra “Repercussões da Quimioterapia e Radioterapia na audição e alimentação” para quem estava presente na Oncologia Clínica. Já no dia 6, a oficina “Prática de Exercícios Vocais” foi ministrada pelas fonoaudiólogas Schirleyde Silva e Elaine Santos. 

Natal dos Sonhos arrecada presentes para pacientes do HCP

natalsonhos.png

Um chamado à solidariedade. Esse é o espírito da campanha Natal dos Sonhos que, há três anos, convoca os pernambucanos a transformarem o fim de ano dos pacientes do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Coordenada pela Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, movimento voluntário que atua dentro do HCP, a ação começou na última segunda-feira (12) e segue durante todo o mês de dezembro. Para participar, basta apadrinhar uma das cartinhas escritas à mão pelos próprios pacientes, que estarão expostas na sede do HCP. 

Entre os pedidos mais comuns, estão celulares, tablets e notebooks, mas também há quem peça bíblias e até fones de ouvido. “São sonhos e é possível realizá-los sozinhos ou em grupo. Queremos motivar os pacientes a continuarem seus tratamentos e associar o Hospital de Câncer à alegria e à vida”, explica a presidente da Rede Feminina, Maria da Paz. Esse é o terceiro ano consecutivo da campanha. 

Os presentes podem ser entregues aos pacientes pelos próprios padrinhos, que devem deixar seus contatos (nome e telefones) cadastrados com as voluntárias da Rede Feminina. “Combinamos o dia da visita e fazemos questão que eles entreguem o presente, para que vejam a gratidão nos olhos dos pacientes”, reforça Maria da Paz. 

Café da manhã e muita música marcam o Dia do Voluntário no HCP  

Foto2.jpg

No dia 5 de dezembro é comemorado o Dia Internacional do Voluntário. No Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) esse dia não poderia passar em branco, afinal o hospital conta com uma das mais ativas redes de voluntariado que existem. Assim, como já acontece há 10 anos, a data foi comemorada nesta segunda-feira pela Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer com um grande café da manhã, oferecido aos pacientes e acompanhantes, nos jardins do ambulatório. 

A ação, que teve início às 8h, contou com a presença do Corpo de Bombeiros e do 96º Grupo Escoteiro. Além do café, os pacientes puderam curtir uma apresentação da banda do Corpo de Bombeiros. Ao longo de toda a manhã, os músicos visitaram tanto o jardim do ambulatório, como algumas enfermarias, atraindo olhares e animando os corredores do HCP. 

O trabalho voluntário, para muitas, é um momento de reflexão sobre as práticas realizadas pela Rede Feminina. “De fato, temos muitos momentos de perdas, mas também temos momentos de conquistas, que se fazem presentes quando vemos a melhora nos quadros dos pacientes, ou quando os vemos ir para suas casas com a certeza de que estão curados”, afirma Maria Da Paz, presidente da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer. 

Para Marilene Silva, paciente oncológica há 6 meses, “o trabalho das voluntárias é fundamental; são elas quem nos oferecem consolo quando estamos deprimidas e são elas quem dividem as tristezas e alegrias conosco”, conta.  Ainda segundo Marilene, “o que elas fazem aqui é algo muito bonito; não são todos que conseguem dedicar suas vidas ao próximo”.

Foto4.jpg

Foto3.jpg

Foto1.jpg

 

 

 

Alunos do EREM Zumbi dos Palmares aprendem sobre o trabalho voluntário no HCP

Erem-Zumbi.JPG

Trabalhar o ato de doar, em que o sujeito se desprende de si e passa a entender as necessidades do próximo. Esse foi o objetivo da visita dos alunos da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Zumbi dos Palmares, do município do Cabo de Santo Agostinho, ao Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Na manhã da última quinta-feira (24), os alunos realizaram uma doação de brinquedos aos pacientes da pediatria. A atividade era parte de uma disciplina de direitos humanos e cidadania, ministrada pela professora Dilene Araújo que, há dois anos, realiza visitas a hospitais na capital pernambucana. 

“Essa é uma campanha beneficente que tem como slogan Mãos que cheiram a rosas”, contou a educadora. Ao todo, 37 alunos estiveram presentes na visita, que passou por cada ala do Hospital. Para o aluno Victor Nery, do 2º ano, a experiência foi bastante inspiradora. “É um projeto bastante evolutivo, em que podemos aprender e, ao mesmo tempo, ensinar atitudes humanizadas de cuidado e atenção com os nossos semelhantes”. 

Segundo Everaldo Martins, paciente do HCP, “não tem coisa melhor para um paciente do que uma palavra de conforto, não tem dinheiro no mundo que pague isso; é muito gostoso, faz a gente se sentir bem”. Após receber o diagnóstico, a família de Everaldo foi bastante tocada pelo trabalho de voluntários que visitam o hospital. Nos últimos meses, sua sobrinha passou a mobilizar amigos e colegas de trabalho para que realizassem visitas a outras instituições de saúde a fim de dar continuidade a esse tipo de prática.

Rede Feminina debate combate ao câncer

Congresso6.JPG

O Centro de Convenções de Pernambuco se vestiu de rosa neste mês de novembro. Isso porque, entre os dias 16 e 18, o espaço recebeu mais de 1,5 mil pessoas que participaram da 11ª edição do Congresso da Rede Feminina Nacional de Combate ao Câncer. Este ano, a organização do evento ficou a cargo das mais de 250 voluntárias da Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer de Pernambuco (RFECC-PE), facilmente reconhecidas pelas batas rosas que usam enquanto circulam e espalham boas energias e sorrisos pelos corredores do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). 

O oncologista pernambucano Jaime de Queiroz Lima, que faleceu em 2009, foi o grande homenageado desta edição, que voltou a ser realizada em Pernambuco após 35 anos. O médico dirigiu o HCP durante 13 anos e, quando faleceu, estava no comando do Serviço de Controle e Prevenção do hospital. “Ele, como ninguém, se doou tanto ao Hospital de Câncer de Pernambuco em toda sua magnitude. Jaime fez história dentro do HCP e fez parte da história do HCP”, afirmou o cirurgião Leonardo Arcoverde, presidente da comissão técnica e científica do congresso, durante a abertura do congresso. 

Participaram, também, da mesa de abertura, nomes como o do Dr. Hélio Fonseca, superintendente geral do HCP; o da viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos; e o de Maria da Paz, presidente estadual do congresso e da RFECC-PE. “A nossa principal missão é tratar da parte informativa de combate ao câncer, além de ajudar a disseminar a importância de cuidar e de tratar bem os pacientes acometidos pela doença e de incentivar novos voluntários”, reforçou Maria da Paz. 

Durante os três dias de evento, ocorreram palestras, mesas-redondas, apresentação de casos de sucesso e diversas homenagens, incluindo a entrega da Medalha de Honra ao Mérito Esther Souto para voluntárias de todo o País. Entre as homenageadas, estava Irene Elza que, aos 85 anos e com duas lutas contra a doença na sua história, ainda se dedica às atividades da Rede Feminina em Pernambuco. “Enquanto eu tiver condições de vir, eu virei, porque eu amo meu trabalho”, declarou a voluntária que, hoje em dia, atua com pacientes com câncer de mama do HCP.

Congresso4.JPG

 

Congresso5.JPG

Orquestra Criança Cidadã emociona pacientes do HCP

Orquestra-Crianca-Cidada-Novembro-13.JPG

Os corredores do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) foram preenchidos pelos sons harmônicos de violinos e violas no dia 16 de novembro. As músicas vieram dos instrumentos de integrantes da Orquestra Criança Cidadã, que visitaram e emocionaram os pacientes de setores como Urgência, Ambulatório, Triagem e Quimioterapia. Esta é a segunda vez que o projeto Música para Todos transforma a rotina do HCP.

Emoção, aliás, foi a palavra de ordem durante as apresentações. Na Urgência, a paciente Ivonete dos Santos pediu aos músicos que homenageassem seu marido, José Lima, com a música Como é grande o meu amor por você. “Completamos cinco anos de casados este mês e agora estamos aqui no hospital. Eu queria dizer que ele é um anjo, meu único amor”, declarou Ivonete.

O repertório da ação incluiu composições nacionais como Asa Branca e Carinhoso, além de clássicos como Por una cabeza, de Carlos Gardel. Por onde passaram, os músicos arrancaram aplausos dos pacientes. Na Quimioterapia, Janete Pires teve a possibilidade de conhecer a música erudita pessoalmente. “Eu só tinha visto pela televisão. É lindo, não tem como não gostar”, afirmou. 

Parceria desenvolvida entre o Grupo EBRASIL e a Orquestra Criança Cidadã, o Música para Todos realiza, desde 2015, apresentações culturais no Recife e na Região Metropolitana. Hospitais, casas de acolhimento e complexos prisionais são exemplos de espaços beneficiados com a ação. “O nosso objetivo é levar música e cultura para pessoas que não tem acesso, como os pacientes que estão internados. Sempre recebemos retornos positivos das pessoas”, explicou a responsável pelo setor de Responsabilidade Social da EBRASIL, Marília Simas.

Orquestra-Criança-Cidadã-Novembro-(10).JPG

 

Orquestra-Criança-Cidadã-Novembro-(2).JPG

 

 

HCP recebe doação de cadeiras de rodas

HCP-recebe-cadeiras-de-rodas.jpg

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) recebeu, no dia 1º de novembro, mais uma doação que irá melhorar a rotina dos seus atendimentos. Dessa vez, a Vip Saúde doou dez cadeiras de rodas, que serão utilizadas na locomoção interna dos pacientes do hospital, seja para consultas ou para a realização de exames. A doação é resultado de uma ação realizada pela página da empresa no Facebook durante a 4ª edição da Hospitalmed, maior feira hospitalar do Norte-Nordeste, realizada entre os dias 17 e 19 de agosto, no Centro de Convenções, em Olinda. 

Batizada de “Seja um Solidário Vip”, a campanha previa a doação de uma cadeira de rodas para o HCP a cada 500 curtidas ou 300 compartilhamentos de uma postagem no Facebook, sendo dez cadeiras de rodas a quantidade máxima a ser doada. Em 48 horas, o post contabilizou mais de 200 mil visualizações, além de ter somado mais de 8 mil curtidas e compartilhamentos.  

Proprietária da Vip Saúde, Patrícia Sampaio explicou que a empresa pernambucana é uma parceria comercial do HCP e que também já colaborou com outras doações para o hospital. “Essa campanha, no entanto, está sendo a mais intensa. O HCP faz um trabalho fantástico com a população pernambucana, especialmente com os mais carentes e, apesar de toda a crise, continua firme e forte”, ressaltou a empresária.  

Para a superintendente Administrativa do HCP, Cláudia Barbosa, essa doação irá cooperar para melhorar os mais de 1,2 mil atendimentos que são feitos diariamente no HCP. “Isso faz uma diferença enorme para a mobilidade dessas pessoas. Essas doações devem ser continuadas”, reforçou. 

Empresa do setor alimentício realiza ação no HCP

sorvete.JPG

A manhã desta segunda-feira (17) teve um sabor diferente no jardim do Ambulatório do Hospital de Câncer de Pernambuco. Representantes da empresa Multimix Distribuidora realizaram uma distribuição gratuita de sorvetes para pacientes, acompanhantes e funcionários do HCP. Ao todo, 2 mil sorvetes, cedidos pela empresa Ourolac (mesma fornecedora das lanchonetes Bob’s e Girafa’s), foram oferecidos. Essa é a primeira vez que a Multimix realiza esse tipo de ação no Hospital de Câncer; segundo a representante da marca Ana Paula Sobral, “a empresa pretende oferecer esse trabalho ao menos uma vez por ano”.

 

HCP recebe novos equipamentos para Centro Cirúrgico e UTI

equipamentos (3).JPG

 

 

O Hospital de Câncer de Pernambuco recebeu na manhã desta quarta-feira (19) 26 novos equipamentos para o Centro Cirúrgico e  UTI. Eles chegaram através de emendas parlamentares de seis diferentes deputados, totalizando a verba de R$ 1 milhão para a compra dos equipamentos. Todos já foram encaminhados para a utilização.

Segundo dr. Hélio Fonseca, superintendente geral do HCP, os benefícios serão muitos, desde a melhoria do conforto dos pacientes até o aumento de número de cirurgias em vídeos, o que ajuda também na qualidade do serviço cirúrgico. Dra. Christine Miranda, coordenadora do Centro Cirúrgico, explicou que, apesar da média de cirurgias diárias continuar a ser 40, serão cerca de 25% mais cirurgias em vídeo, graças às novas torres de vídeo.

Na UTI, os 12 equipamentos são fundamentais para a vida dos pacientes internados. Destaque para os seis novos ventiladores pulmonares, que atuam na respiração mecânica com bastante segurança e conforto. Os equipamentos utilizados até hoje eram alugados e, com a devolução deles, haverá diminuição de custos para o próprio HCP.

O trabalho de captação desses valores foi realizado pela gerência de convênios e contou com a participação dos deputados Pastor Eurico, Gonzaga Patriota, Fernando Ferro, Jorge Côrte Real, Luciana Santos e Mendonça Filho, atual Ministro da Educação.equipamentos (1).JPG

equipamentos (2).JPG

 

Avenida Cruz Cabugá, 1597, 50040-000, Santo Amaro - Recife - PE
Ligue: (81) 3217-8000
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Redes Sociais