Destaque Inferior

Notícias quem ficam no destaque inferior da página inicial

HCP recebe doação de alimentos da Abraginforh

visita-abraginforh.JPG

O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) recebeu, na manhã desta terça-feira (27), a visita de representantes da Associação Brasileira dos Grupos Informais de RH (Abraginforh). Juntos, o presidente e a vice-presidente da associação, Eliabe Serafim e Danielle Muniz, realizaram a doação de 50 quilos de alimentos para o hospital, arrecadados durante o último evento promovido pela Abraginforh, no dia 17 de junho. A parceria da Abraginforh com o HCP começou há dois anos e, desde então, a associação realiza doações recorrentes de alimentos para o hospital. “Essa parceria é muito importante para nós, porque mostra o quanto a sociedade civil se importa com o Hospital de Câncer”, agradeceu a gerente de Projetos do HCP, Milene Dantas. 

São João alegra Enfermaria São Lucas

SJ-SaoLucas3.JPG

Um clima diferente tomou conta do 1º andar da Enfermaria São Lucas na manhã da última quinta-feira (22). Em homenagem aos festejos de São João, pacientes, acompanhantes e profissionais participaram de uma festa junina, com direito a forró, comidas típicas e muita animação. A diversão, aliás, se espalhou por outros setores do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) e alegrou todos os presentes.

A festa junina, idealizada pela própria equipe do HCP, começou com um grande arrastão de forró, que ganhou os corredores do Hospital-Dia, do São Lucas Térreo, do Refeitório, da Radioterapia e da Enfermaria Anjo Rafael. As integrantes do Espaço Renascer, convocadas para participar da festa, esbanjaram energia e durante todo o percurso. “Esse é o melhor cachê que recebemos: fazer o bem faz bem”, disse o cantor Bruno Flor de Lótus.

Já de volta ao 1º andar, um casamento matuto e uma quadrilha improvisada alegraram o corredor principal da Enfermaria. Enquanto os pacientes assistiam a tudo, emocionados, alguns acompanhantes aproveitaram para entrar na dança. Foi o caso de Tânia Peixoto, que estava acompanhando seu esposo, internado há quinze dias. “Adorei, porque agora já estamos aproveitando o São João. É o mesmo que estar lá fora”, comentou.

Coordenadora da Enfermaria de Cuidados Paliativos, a enfermeira Roberta Farias agradeceu a presença de todos. “A sensação de trabalhar com esses pacientes é gratificante. Com ações como essas, podemos trazer para eles a lembrança do processo de viver”, opinou. “Sempre é uma boa oportunidade lembrarmos essas datas comemorativas, especialmente no caso do São João, por ser uma festa significativa para os pernambucanos”, concluiu o superintendente Técnico do HCP, dr. Fábio Malta.

SJ-SaoLucas1.JPG

SJ-SaoLucas2.JPG

SJ-SaoLucas4.JPG

 

Residente do HCP vence primeira fase da Gincana Virtual de Oncologia

fotosite.JPG

O médico Marcos Nogueira, residente em Oncologia Clínica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), venceu a primeira fase da segunda edição da Gincana Virtual de Oncologia. Organizada pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), a gincana reúne médicos residentes de todo o País e oferece um treinamento virtual sobre o diagnóstico e o tratamento multidisciplinar de pacientes oncológicos. Dr. Marcos, que está em seu último ano de residência, é o único representante do HCP na competição. O resultado da fase foi divulgado no fim de maio.

A edição deste ano da Gincana Virtual de Oncologia começou em abril e, quinzenalmente, apresenta um novo caso clínico. A cada dois meses, após a finalização de quatro casos, é anunciado o vencedor do bloco. Até o fim da gincana, em setembro, os residentes terão avaliado 12 casos, divididos em três blocos. O melhor colocado de toda a competição ganhará um pacote completo para participar, em 2018, do encontro anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO, na sigla em inglês).

Formado na Universidade de Pernambuco e com residência em Clínica Médica pelo Hospital Getúlio Vargas, dr. Marcos destacou que a competição é uma forma de aprimorar os conhecimentos, uma vez que incentiva a busca pela melhor solução para casos. “A gincana nos estimula com situações que são vivenciadas no cotidiano”, explicou. Para ele, a residência no HCP colaborou para o bom resultado. “O dia a dia, as discussões, os seminários também nos ajudam a adquirir conhecimentos, mas estudamos principalmente para oferecer o melhor tratamento para os pacientes”, enfatizou. Como prêmio, o médico ganhou um pacote completo para participar do Congresso SBOC 2017.

Preceptor do Serviço de Oncologia Clínica do HCP, o médico Felipe Marinho acredita que o desafio gerado pela gincana permite o desenvolvimento do raciocínio clínico para pacientes oncológicos. “A oncologia é uma especialidade extremamente dinâmica e essa estratégia faz com que o residente fique em frequente aprimoramento, além de permitir o surgimento de dúvidas que podem ser discutidas nos próprios serviços de origem”, comentou.

 

São João anima Serviço de Fisioterapia

sao-joao-fisio3.JPG

Ao som de muito forró, vestidos a caráter e com variadas comidas típicas, pacientes e profissionais do serviço de Fisioterapia do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) se reuniram para comemorar as festividades do São João. A festa ocorreu na tarde da última quinta-feira (15), no ambulatório de Pélvis, com direito à encenação criativa do casamento matuto, quadrilha e um show exclusivo de Priscila Senna, da Banda Musa.

O ambulatório de Fisioterapia do HCP atende, em sua maioria, mulheres que passaram por tratamento de câncer de mama. Diariamente, são mais de 150 atendimentos. Coordenadora do Serviço, Luciana Mergulhão acredita que essas comemorações cooperam na melhoria da autoestima das pacientes. “É uma forma de trabalharmos o corpo e de deixarmos as pacientes desinibidas. Elas saem daqui leves e felizes. A fisioterapia, de forma geral, também trabalha muito o emocional dos pacientes”, comentou.

A festa foi organizada pela equipe de Fisioterapia, mas também contou com a colaboração das pacientes, que doaram bolos e itens para o sorteio de cestas. Elas também atuaram no casamento matuto, que arrancou boas risadas dos presentes. Paciente do HCP há oito anos, Josimere dos Santos veio de Pau Amarelo para prestigiar o evento. “Eu sou muito grata por estar nesse hospital. Eu só tenho a agradecer, porque fiz muitas amigas aqui”, disse.

Além de trio de forró, a animação da festa também foi garantida pela participação especial da cantora Priscila Senna, nora de uma paciente. “É incrível vir para cá, é uma energia indescritível. Saber que posso transmitir coisas boas vale muito para elas e também para mim”, revelou. Essa é a segunda vez que a cantora participa de um evento do HCP – a primeira ocorreu na festa de Fim de Ano do Serviço de Fisioterapia.

sao-joao-fisio1.JPG

sao-joao-fisio2.JPG

INTERIOR

Na manhã da última terça-feira (13), as pacientes do Serviço de Fisioterapia que moram no interior do Estado também participaram de uma típica festa junina. O evento contou com muita dança e sorteio de brindes entre as presentes, além de comidas de milho e muito forró.

sao-joao-fisio4.JPG

sao-joao-fisio5.JPG

 

Espaço Renascer comemora o São João com muita alegria

sao-joao-renascer2.JPG

Bolo de milho, canjica, mungunzá e muito pé de serra. Com direito à quadrilha e roupa de ‘matuto’, o grupo Espaço Renascer de apoio a mulheres mastectomizadas se reuniu para comemorar a festividade de São João com tradição e muita disposição. A reunião foi, como de costume, na quinta-feira (15), no local e horário de sempre: às 9 horas na sala de fisioterapia do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP).

A encenação do casório abriu a festinha: teve noivo, noiva, padre e até mulher do padre – todos interpretados pelas pacientes e ex-pacientes. Depois disso foi a quadrilha, que tirou todas mulheres da cadeira no ritmo do “balancê”. Para completar, o banquete junino com as comidinhas típicas dessa época do ano para não deixar ninguém com fome.

Maria Lúcia Pereira da Silva, de 26 anos, fez o papel do “coronel” do Arraial. Com o traje típico junino e um sorriso no rosto, ela contou que achou a festa deste ano belíssima. “O que eu mais gosto é da união das minhas amigas. Encontro muita paz e amor aqui. Toda festa no Renascer é um sucesso”, contou.

A música da festa ficou por conta de Marivaldo Acordeon, grupo de forró que há três anos vem de Ipojuca para encantar o São João do Renascer. O repertório fez todo mundo dançar. Já os quitutes juninos foram feitos pela equipe de Nutrição do HCP, com o material cedido e arrecadado pelas próprias mulheres do Renascer.

A comemoração de São João fez parte do calendário cultural do Renascer, explicou Fátima Filgueira, assistente social do grupo. “As pacientes estão participando ativamente da festa, mostrando que a vida continua, e com qualidade. É um dos trabalhos de inclusão social, que aumentam a autoestima dessas mulheres”, disse.

sao-joao-renascer3.JPG

sao-joao-renascer.JPG

sao-joao-renascer4.JPG

 

 

Um dia para cuidar bem do seu amor

cuideamor.JPG

Qual foi a última vez que você mostrou àquela pessoa especial o quanto a ama? Para reverenciar a presença, o carinho e o afeto, a Rede Feminina de Combate ao Câncer preparou uma ação para deixar todo mundo no clima do romance. No Dia dos Namorados (12), em companhia do músico Rafinha Paes, as voluntárias partiram em busca de casais no Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) para incentivá-los a se declararem a seus parceiros. “Às vezes o abandono é mais agressivo que a própria doença”, disse Dona Maria Da Paz, presidenta da Rede Feminina de Pernambuco.

“O que eu sinto por ela é o mesmo que senti quando nos conhecemos. Sei que vida não é só de flores, por isso permanecemos juntos”, foi o que disse Itízio da Silva Santos sobre sua esposa Lenilda da Silva Santos. Abraçados, Lenilda agradeceu a presença do parceiro: “Ele esteve comigo nos momentos mais difíceis”, revelou. Esse, apenas um dos casais tocados pela ação, foi parabenizado por ser, como Maria da Paz coloca, “um exemplo para todos do Hospital”. Pelas enfermarias, ambulatórios e corredores, o grupo de voluntários percorreu com sua missão: trazer o amor à superfície, desejando um feliz dia dos namorados a todos os Itízios e Lenildas do HCP. 

 

cuideamor3.JPG

cuideamor2.JPG

Pacientes do HCP recebem corte de cabelo e barba

barba1.JPG

As mãos ágeis e cuidadosas de Rodrigo Cambará e de Carol Vilaça transformaram a autoestima de pacientes e acompanhantes do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Profissionais da Confraria da Barba de Boa Viagem, eles se dedicaram a cuidar dos cabelos e barbas dos homens que estavam internados na Enfermaria Santa Faustina na manhã do último dia 6 de junho.

“Pensamos tanto em nós e acabamos esquecendo quem está ao nosso lado. Queremos passar conforto, paz e alegria para esses pacientes que não podem sair daqui. Queremos que eles tenham o mesmo tipo de atendimento que os nossos clientes têm na barbearia”, frisou o proprietário da Confraria da Barba de Boa Viagem, Marcos Canuto.

Seu Daniel Bezerra está em tratamento há um ano no HCP contra um câncer de nasofaringe. Bem humorado e acompanhado da sua esposa, Josiane Souza, ele entrou na fila de espera para “cortar o cabelo, fazer a barba e a sobrancelha também”. “Esse tipo de ação levanta a autoestima das pessoas que estão doentes. Eles se sentem vivos”, comentou Josiane. “Achei uma boa ação da parte deles, é realmente ótimo”, concordou o paciente.

O bom humor dele chamou a atenção da barbeira Carol Vilaça que, aliás, já prestou serviços voluntários no HCP – ela foi uma das pessoas que sugeriram a ação no hospital. “As pessoas que estão aqui tem muita necessidade de ser ver novamente no meio da sociedade. Quando fazemos um trabalho como esse, eles se contaminam de energia positiva”, ponderou.

barba2.JPG

 

Estatuto Estadual do Portador de Câncer é tema de reunião no HCP

deputados1.JPG

O Hospital de Câncer de Pernambuco recebeu, na manhã da última segunda-feira (05), a visita de membros da comissão da Assembleia Legislativa que vai elaborar o Estatuto Estadual do Portador de Câncer. Os deputados estaduais Rodrigo Novaes, Simone Santana e Socorro Pimentel se reuniram com o dr. Fábio Malta, superintendente técnico do hospital, para obter informações sobre a assistência prestada pela instituição. Essa comissão tem como objetivo mapear o serviço oncológico oferecido pelo Sistema Único de Saúde e, a partir disso, consolidar prerrogativas e definir os direitos dos pacientes.

Um dos principais temas da reunião foi o tratamento do paciente oriundo do interior. “Como o tratamento oncológico é complexo, o paciente precisa se deslocar várias vezes. Com esse deslocamento, várias questões precisam ser observadas e avaliadas, como transporte, alimentação e hospedagem”, declarou dr. Fábio Malta. “O paciente precisa ter o seu tratamento fora do domicílio garantido. A Comissão foi criada também para isso”, afirmou o deputado Rodrigo Novaes.

A interiorização da oferta de serviço oncológico também foi abordada durante a reunião. “A partir do momento que o paciente tem acesso ao tratamento no seu próprio município ou próximo a ele, os esforços e possíveis transtornos podem sem minimizados”, explicou o parlamentar.

A comissão seguirá visitando outros hospitais que ofertam o serviço oncológico pelo SUS. Com as informações repassadas pelo HCP e pelas demais instituições, o Estatuto Estadual do Portador de Câncer começará a ser elaborado. De acordo com dr. Fábio Malta, o HCP estará sempre à disposição. “O nosso objetivo é prestar um atendimento humanizado e que possa acolher o paciente da melhor forma. Por isso, recebemos a Comissão com satisfação”, finalizou. 

deputados2.JPG

Comitê de Ética e Pesquisa do HCP participa de treinamento

conep1.JPG

Os integrantes do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) participaram nestas segunda e terça-feira (29 e 30), do encontro da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), que aconteceu na Faculdade Imaculada Conceição do Recife/Faculdade Marista. O HCP e o Hospital da Restauração (HR) foram os centros anfitriões do encontro.

Coordenadora adjunta da Conep, Gabriela Marodin contou que o objetivo da conferência foi, sobretudo, de aproximar os Comitês de Ética em Pesquisa regionais à instituição nacional. “Visamos aproximar os CEPs para harmonizar as atividades, mantendo assim excelentes critérios na avaliação de projetos de pesquisa de forma convergente”, disse a farmacêutica e doutora em Ética. “Aqui trocamos experiências e trazemos desafios frente a questões atuais, tendo em vista sempre a melhoria do sistema”, completou.

O cirurgião Josimário Silva, que é membro do Comitê de Ética em Pesquisa do HCP e coordenador do CEP do HR, ponderou sobre a importância de a instituição participar de tal encontro. “O HCP é centro de referência de ensino e pesquisa. Nosso comitê lida com pesquisas clínicas e aborda temas como bioética, autonomia do paciente e ética nas relações em saúde. Nesse encontro com o Conep podemos esclarecer pontos de alta complexidade”, explicou.

Dr. Josimário frisou ainda a relevância de se discutir a ética em pesquisas. “Ao se fazer pesquisa com pacientes, é preciso que existam critérios para se preservar a dignidade humana. Nesta relação, o elo mais vulnerável é o paciente, e é nosso dever protegê-lo”, ressaltou.

conep2.JPG

 

Jornada Científica aborda Humanização da Saúde

bitu-hmr.JPG

Teve início nesta terça-feira (30) e segue até amanhã (31), no Hospital da Mulher, no Curado, a I Jornada de Serviço Social da unidade, com o tema “Saúde e Humanização”. A experiência do HMR na humanização da assistência está sendo apresentada em todas as palestras do encontro. “O atendimento humanizado é uma das grandes missões de todas as unidades de saúde que são gerenciadas pelo Hospital de Câncer de Pernambuco”, explicou o superintendente de Gestão do HCP, Filipe Bitu. Hoje, o HCP Gestão é responsável pelo gerenciamento do HMR, além da UPAE do Arruda, de Arcoverde e de Belo Jardim.

 

“Aqui, nós vemos a transfiguração do concreto em afeto. O atendimento é feito com sensibilidade e afeto entre o cuidador e quem está sendo cuidado”, reforçou o secretário de saúde do Recife, Jaílson Correia. A coordenadora do evento, Sandra Leite, ressaltou o papel do Serviço Social no atendimento. “Temos o dever de contribuir para a humanização na saúde, legitimando e assegurando o acesso desta política para todos”, enfatizou.

A atividade reúne profissionais de unidades estaduais e municipais de saúde. Neste primeiro dia, a médica ginecologista e diretora Técnica do HMR, Cinthia Komuro, proferiu a palestra  “Planejamento Reprodutivo, Direito à Escolha”. Sobre o mesmo tema, também falaram a assistente social Ionara Nascimento e a enfermeira Natália Veras.

PROGRAMAÇÃO – A quarta-feira começa com a palestra “Violência Obstétrica no Olhar do Trabalho Coletivo em Saúde”, com a médica obstetra Leila Katz, a assistente social Naila Araújo e a psicóloga Natália Marinho. O evento se encerra com a apresentação “Centro de Atenção à Mulher Vítima de Violência – Sony Santos”, com a assistente social e coordenadora do serviço, Sandra Leite.

 

EXPOSIÇÃO – Próximo à entrada do evento, acontece a exposição “Arte e Humanização; o Acolhimento ao Nascer”, da fotógrafa Andréa Rêgo Barros. São oito paineis que retratam a experiência do parto humanizado no Hospital da Mulher do Recife. 

bitu-hmr-2.JPG

Avenida Cruz Cabugá, 1597, 50040-000, Santo Amaro - Recife - PE
Ligue: (81) 3217-8000
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

FNQ logo

Redes Sociais