Destaque Inferior

Notícias quem ficam no destaque inferior da página inicial

45561381_1735796883191333_1638279820104171520_n.jpg

No Dia Nacional do Voluntário, comemorado no dia 28 de agosto, a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, grupo que há mais de sete décadas atua no Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), promoveu uma manhã diferente e especial para pacientes e acompanhantes da instituição. O grupo de voluntários, formado por cerca de 300 pessoas, realizou um grande café da manhã coletivo, com sucos, chás, frutas, pães, bolos e claro, muita música e dança. A ação mostra o intuito principal do grupo, levar alegria e carinho para quem mais precisa. Ainda durante a manhã, a Rede promoveu uma missa em ação de graças, na capela do HCP. 

A Rede Feminina está no Hospital de Câncer desde o início da sua história, dedicando seu tempo para ajudar o próximo, trazer mensagens de carinho, momentos de alegria e muito apoio para os pacientes e acompanhantes. Os voluntários têm idades distintas, no seu dia a dia, atuam nas mais diversas áreas – alguns são advogados, professores, donas de casa, empresários, policiais, mas aqui desempenham um único papel, trazer amor aos que mais precisam.

O Hospital de Câncer parabeniza e agradece a todos esses “anjos de bata rosa” que formam a Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer.

dia-do-voluntariado.jpeg

dia-do-voluntariado2.jpeg

dia-do-voluntariado3.jpeg

dia-do-voluntariado4.jpeg

 

troco-destaque-site.JPG

Iniciada em novembro de 2018, a campanha Troco Solidário, da rede de supermercados Arco-Mix, vem ajudando mensalmente o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) com o valor arrecadado através do troco doado por seus clientes. Neste mês, referente ao arrecadado em julho, a ação repassou R$ 47.759,78, a nona entrega desde o início da campanha, totalizando mais de R$ 300 mil reais. A entrega simbólica, realizada na tarde do último dia 13, aconteceu na loja Arco-Mix Beberibe, com a presença do diretor comercial da marca, José Guilherme Santos. “O sentimento de ajudar vem de família. É prazeroso saber que estamos contribuindo com uma instituição tão importante e, consequentemente, com muitas pessoas”, comenta. Também estavam presentes a gerente de marketing e captação de recursos do HCP, Mariana Neves; e funcionários da loja. 

A campanha é realizada pelos operadores de caixa das 19 lojas e do atacarejo ArcoVita, que estimulam os clientes a destinarem as moedas do seu trocou ou, se preferirem, outro valor, para ajudar o HCP. O valor doado é discriminado na nota fiscal.  Juliana Barros, gerente da loja, fala do contentamento em contribuir com essa causa. “É uma satisfação participar de um projeto tão bonito e intenso. Graças ao trabalho dos nossos operadores, estamos conseguindo fazer a diferença”, destaca.

 

foto-saude-um.JPG

 

Manter uma boa alimentação, cuidar da higiene bucal, praticar atividades físicas, ter os exames de rotina em dias e cuidar da mente são hábitos que contribuem para uma vida saudável. Para estimular que os pacientes do Hospital de Câncer Pernambuco (HCP) adotem essas práticas, os residentes da instituição realizaram, na última segunda (05), uma manhã de orientações para quem estava aguardando consulta no prédio dos ambulatórios. A ação, realizada para marcar o Dia Nacional da Saúde, foi idealizada com foco na assistência integral e humanizada dos pacientes oncológicos, modelo de cuidado que é característico da instituição.

Durante toda a manhã, os pacientes participaram de conversas, esclarecimentos e serviços como aferição de pressão e glicose com os residentes de enfermagem, nutrição, odontologia, psicologia, serviço social, farmácia, fonoaudiologia e fisioterapia. “O evento tem uma característica interdisciplinar. A contribuição de cada profissional com sua visão impacta positivamente no plano terapêutico do paciente. Nosso foco sempre é a assistência ao paciente”, pontuou a coordenadora da residência multiprofissional do HCP, Roberta Farias.

Jacineide Marinete está em tratamento no HCP desde 2005 e, no dia em que foi realizar a marcação de cirurgia de retirada de um nódulo, aproveitou para se consultar com os profissionais. “Nosso dia a dia é bem corrido, então todas essas orientações são muito importantes. Aproveitei bem e falei com todos os profissionais. Estou muito satisfeita”, disse a paciente. Já Eneuza Luiza, que terminou seu tratamento e estava acompanhando seu pai na consulta ambulatorial, ficou feliz porque viu que suas taxas estavam todas controladas: “Aproveitei bem a ação. Temos que nos cuidar, né?”, brincou a paciente.

Confira as fotos da ação:

 

foto-saude-dois.JPG

foto-saude.JPG

foto-saude-cinco.JPG

foto-saude-quatro.JPG

foto-saude-seis.JPG

foto-saude-tres.JPG

DESTAQUE-SITE-LINFOMAS.png

 

Começa mais um mês e o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) inicia uma nova campanha de conscientização contra o câncer - o “Agosto Verde Claro”, um mês inteiro de alerta para a detecção precoce do linfoma, um tipo de câncer que se desenvolve no sistema linfático (sistema de defesa do organismo, responsável pela circulação dos glóbulos brancos, que atuam no combate das doenças causadas por vírus e bactérias). Esse tipo de câncer ganhou destaque após as personalidades Edson Celulari e Reynaldo Gianecchini, e a ex-presidente Dilma Rousseff serem atingidos pela doença.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer de Pernambuco (INCA), 12.710 pessoas foram acometidas pela doença em 2018, sendo 6.850 homens e 5.860 mulheres, desse total, 4.956 pessoas vieram a óbito. Esse quantitativo representa a soma de acometidos pelos dois grupos de linfomas, Linfoma de Hodgkin e Linfoma não Hodgkin. “O linfoma ocorre quando uma célula normal do sistema linfático se transforma, cresce sem parar e se dissemina pelo organismo. A célula afetada, o comportamento e a agressividade desses linfomas os classificam como Linfoma de Hodgkin, 85% dos casos são curáveis se detectados precocemente, e Linfoma não Hodgkin, mais agressivo, tipo que atingiu os atores Edson Celulari e Reynaldo Gianecchini, e a ex-presidente Dilma Rousseff . Nos dois tipos, o diagnóstico precoce pode garantir o sucesso no tratamento, por isso é imprescindível atenção aos sintomas”, destaca a coordenadora do Serviço de Hematologia do HCP,  Danielle Padilha. Surgimento de ínguas (caroços na região do pescoço), sudorese noturna, perda de peso, febre e coceira na pele são os principais sinais de alerta. 

Alteração no sistema imunológico é o principal fator de risco para o aparecimento da doença, nesse caso, pessoas com infecções crônicas, doenças autoimunes e deficiências imunológicas têm maior propensão a desenvolver linfoma – ou seja, pessoas infectadas pelo vírus HIV, de Epstein-Barr e HTLV1 e pela bactéria Helicobacter pylori, pessoas que fizeram tratamento para outro tipo de câncer e transplante de órgão. “Fatores como a exposição a radiação, dieta com muita carne e gorduras, sedentarismo e exposição a agentes químicos, como fertilizantes e solventes, também são relacionados como fatores de risco para o linfoma”, alerta a médica do HCP Danielle Padilha.

O tratamento mais utilizado para o linfoma é a quimioterapia, porém, em casos mais agressivos, onde o paciente não reage bem à quimioterapia, e em alguns tipos de linfomas não Hodgkin é necessário o transplante de medula óssea e, até mesmo, a radioterapia. Entre 2018 e maio de 2019 foram diagnosticados 220 casos de linfoma no HCP, todos do tipo Linfoma não Hodgkin, forma mais agressiva da doença. 

 

 

renascer-2.JPG

A história de Vandailda de Oliveira, 75, mudou de rumo pela primeira vez há 33 anos, quando descobriu um câncer de mama. Durante o tratamento, que incluiu duas cirurgias e muitas sessões de radioterapia, a vida de dona Vandailda foi transformada pela segunda vez, após receber um convite para participar de um encontro com mulheres que, assim como ela, precisaram enfrentar a mastectomia - nome dado para a cirurgia de retirada da mama. Foi assim que ela conheceu o Espaço Renascer, grupo de apoio do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) que, na última quinta-feira (13), celebrou seus 40 anos de história em uma grande festa, organizada a partir do empenho das próprias pacientes no D’Hartes Recepções e Eventos.

renascer-5.JPG

 

O Espaço Renascer nasceu a partir de uma ideia do mastologista Esdras Marques, médico que atuava no HCP e que, em 1978, convidou a educadora Georgina Moreira, conhecida como Gina, e a assistente social Fátima Cabral para criarem o grupo. Na época, as reuniões aconteciam na academia de dança da própria Gina, em Olinda. “Quando eu cheguei lá pela primeira vez, eu estava muito triste. Mas, quando eu saí, eu estava diferente, sorrindo. Eu descobri que nada estava perdido na minha vida”, relembrou Vandailda, hoje a paciente mais antiga do grupo.

Toda a trajetória do grupo foi contada durante a festa, tanto através de imagens que projetadas em um telão quanto por meio dos depoimentos das fundadoras e de Luana Oliveira e Erika Barros, psicólogas que também atuaram no projeto. Filhas de dr. Esdras, Ana Cecília e Andréa foram convidadas para os festejos e receberam uma placa em homenagem ao trabalho desenvolvido pelo pai, já falecido. “Ele ficaria orgulhoso em ver que esse projeto sobrevive. Ele soube germinar bem essa semente em outras pessoas. É incrível chegar aqui e encontrar pacientes que foram curadas por ele”, agradeceu Ana Cecília.

renascer-4.JPG

A festa contou, ainda, com a apresentação do Jogral Renascer e da Dança da Vida, atividades preparadas pelas pacientes especialmente para a ocasião. A Banda Trepidant’s garantiu a animação dos presentes. “Nós só temos a agradecer por esse trabalho tão bonito, feito com tanta dedicação. A atividade do Espaço Renascer tem um papel fundamental na reabilitação e na superação dos desafios e da doença. Nosso papel é acolher e cuidar”, destacou o superintendente Técnico do HCP, dr. Fábio Malta. Além dele, também estiveram presentes a superintendente Administrativa, Cláudia Barbosa, e o superintendente do HCP Gestão, Felipe Bitu.

renascer-3.JPG

renascer-1.JPG

 

pos-san-antonio.JPG

As novidades sobre câncer de mama apresentadas durante a 41ª edição do San Antonio Breast Cancer Symposium, realizado entre os dias 4 e 8 de dezembro, no Texas (EUA), foram compartilhadas com especialistas em Oncologia durante I Pós San Antonio Breast Cancer Symposium, promovido pelo Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). O encontro ocorreu no último sábado (15), no Bugan Hotel Recife, em Boa Viagem, e reuniu mais de 60 pessoas, incluindo oncologistas clínicos, mastologistas, radioncologistas, patologistas e profissionais de outras áreas da saúde.

O San Antonio Breast Cancer Symposium é considerado o maior congresso sobre câncer de mama do mundo e traz para o centro das discussões, todos os anos, os maiores avanços na prevenção e no tratamento da doença. De acordo com o organizador do evento no Recife e oncologista clínico do HCP, dr. Marcelo Salgado, os avanços nos tratamentos dos subtipos mais agressivos de câncer de mama, triplo negativo e HER2, foram os grandes destaques no simpósio americano.

pos-san-antonio2.JPG

“O subtipo triplo negativo é muito agressivo e não houve grandes evoluções nos últimos dez anos. Tanto para esse subtipo quanto para o HER2, eles apresentaram novas formas de terapias medicamentosas e de quimioprevenção. Também houve novidades em radioterapia e cirurgia. Normalmente, são informações que modificam a conduta médica”, detalhou dr. Marcelo Salgado. Além dele, as mastologistas do HCP Carolina Vasconcelos e Denise Sobral também participaram do simpósio.

Para ministrar as palestras do I Pós San Antonio Breast Cancer Symposium do HCP, foram convidados o oncologista dr. José Bines, do Inca; o mastologista dr. Francisco Pimentel, do Hospital Geral de Fortaleza; e a radioncologista dra. Nilciana Alves. “Nossa proposta era trazer as novidades para os médicos pernambucanos continuarem se atualizando. Existem vários eventos como este pelo mundo, mas o nosso foi o mais rápido. Esperamos repetir nos próximos anos”, declarou.

hcp-addiper2.JPG

hcp-addiper3.JPG

A partir de agora, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma das instituições que passam a fazer parte da Câmara Temática de Responsabilidade Social, Voluntariado e Solidariedade. A iniciativa implantada pela Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco – AD Diper, tem o intuito de apoiar e articular a relação público-privado, por meio de ações nos diversos polos econômicos para o fortalecimento das Organizações Sociais e o desenvolvimento econômico do estado.

O lançamento ocorreu na tarde desta quinta (13), no auditório da Superintendência da Administração do Ministério da Fazenda de Pernambuco, no bairro do Recife Antigo, reunindo o superintendente-geral, do HCP, Dr. Hélio Fonsêca, a gerente de Marketing e Captação de Recursos, Mariana Neves e a coordenadora de Captação, Norma Bravo, além da presidente da Câmara, Aureci Chaves e o presidente da AD Diper, Antônio Xavier.

hcp-addiper.JPG

Durante a abertura foi realizada uma apresentação do coral e do grupo de dança do Aria Social, seguida de uma série de palestras, dentre elas: “Doação de Mercadorias apreendidas”, ministrada pela Delegada Adjunta da Alfândega do Recife, Daniela Barreto, “Programa de Voluntariado do CRCPE", ministrada pelo presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Pernambuco, José Campos, e a palestra "Projeto Destinação - Doações Legais", ministrada pelo delegado da delegacia da Receita Federal de Caruaru.

Segundo o presidente da AD Diper, Antônio Xavier, uma das metas da Câmara é fazer com que empresas públicas e privadas e pessoas físicas invistam em causas sociais, através do abatimento do Imposto de Renda. “Nosso povo é solidário e o aproveitamento dos recursos do IR devido pelas pessoas físicas e jurídicas irão viabilizar projetos sociais em favor dos mais necessitados, promovendo inclusão e desenvolvimento econômico e social, ligados à gestão pública, com foco no cuidar das pessoas”, afirmou. 

 

perpart-4.JPG

 

Pelo oitavo ano consecutivo, funcionários da Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart) aproveitaram a festa de confraternização da empresa, celebrada nesta sexta-feira (14), para promover um momento de solidariedade. Através da Gincana Transformar, sete equipes conseguiram arrecadar treze toneladas de alimentos, que foram doadas para o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Além dos alimentos, a instituição foi beneficiada com uma emenda parlamentar no valor de R$ 200 mil, destinada pelo deputado estadual Adalto Santos.

perpart-1.JPG

Em seu primeiro ano à frente do órgão, o diretor-presidente da Perpart, Marcus Sampaio, se declarou satisfeito com o resultado da campanha, que mobilizou cerca de 200 pessoas, direta e indiretamente. “Conseguimos bater todos os recordes e, depois de oito anos, ouvi todo mundo comentando que esta foi a melhor gincana que aconteceu. Nós poderíamos aproveitar esse momento apenas para confraternizar, mas é muito bom ver que também estamos ajudando”, declarou.

A entrega do certificado da emenda parlamentar foi feita por Bruno Santos, filho do deputado Adalto Santos. “As emendas já estavam fechadas, mas fizemos esse esforço e ele conseguiu direcionar os R$ 200 mil para o HCP. Com certeza, isso é algo que irá fazer a diferença. A solidariedade falou mais alto e sei que isso será administrado com seriedade, porque essa é a marca de vocês”, frisou.

perpart-2.JPG

A superintendente Administrativa do HCP, Cláudia Barbosa, recebeu as doações pessoalmente e agradeceu aos envolvidos. “Estou feliz de estar aqui e convido vocês para, mais uma vez, fazer a entrega das doações na nossa instituição. Nós somos um hospital filantrópico e precisamos sempre de vocês. Já são oito anos de parceria e espero estar aqui no próximo ano novamente”, destacou. 

 

 

 

perpart3.JPG

 

natal-dos-sonhos-2018.JPG

A árvore de Natal do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) já está montada e repleta de enfeites especiais: cartinhas de pacientes que estão em tratamento na instituição e que seguem em busca de um presente. Os interessados em participar da campanha Natal dos Sonhos, que já chega a sua quinta edição, poderão pegar uma das cartinhas até o dia 21 de dezembro. A ação é promovida pela Rede Feminina Estadual de Combate ao Câncer, movimento de voluntários que atua no HCP. No ano passado, foram distribuídos cerca de 150 presentes.

Grande parte das cartinhas foi escrita por pacientes da ala pediátrica da instituição e videogames, celulares e computadores estão na lista dos presentes mais pedidos. “Nós incentivamos os pacientes a escreverem algo que realmente desejam ganhar. São sonhos e é possível realiza-los em grupos. Em muitas cartinhas, eles também pedem orações e saúde, para que possam passar o Natal com a família. Nos empenhamos para que eles possam associar o HCP à alegria e à vida”, diz a presidente da Rede Feminina, Maria da Paz.

Os padrinhos podem entregar os presentes diretamente aos pacientes, mas é preciso deixar o contato (nome e telefone) cadastrado com os voluntários da Rede Feminina. “Fazemos questão de acompanhar e registrar essa visita, que é acompanhada pela gratidão dos nossos pacientes”, declara Maria da Paz.

PANETONES - A Rede Feminina também está realizando, até o próximo dia 31, a arrecadação de panetones, item indispensável nas festas de fim de ano. “Os panetones serão entregues para todos os pacientes da instituição, incluindo os que estão recebendo alta e os que estão vindo para consultas. Quem recebe cesta básica, já está recebendo com o panetone”, reforça Maira da Paz.

SERVIÇO:

Campanha Natal dos Sonhos

Local: Hospital de Câncer de Pernambuco, Av. Cruz Cabugá, 1597, Santo Amaro

 

Informações: (81) 3217.8236

 

DESTAQUE-FELLOWSHIP.jpg

Estão abertas as inscrições para o Fellowship em Urologia Oncológica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), programa de pós-graduação lato sensu que visa formar médicos especialistas no tratamento uro-oncológico. Para participar do processo seletivo, é necessário ter concluído residências médicas em urologia e em cirurgia geral e apresentar disponibilidade para participar de todas as atividades do programa, que possui duração de um ano. Pioneiro no Norte/Nordeste, o Fellowship em Urologia Oncológica do HCP é reconhecido pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). 

O médico selecionado irá vivenciar a rotina do Serviço de Urologia Oncológica do HCP, participando das atividades ambulatoriais e cirúrgicas do departamento, além de acompanhar o trabalho de outros serviços relacionados à urologia oncológica, como a radioterapia, a oncologia clínica e a patologia. O programa também prevê um intercâmbio no A.C. Camargo Cancer Center, em São Paulo, onde será possível acompanhar a realização de cirurgias robóticas. 

Durante o programa, o médico ainda irá participar de atividades acadêmicas e desenvolver um estudo em Urologia Oncológica, necessário para conclusão do fellowship e obtenção do certificado. “Também queremos incentivar que essa pesquisa seja enviada para congressos nacionais e internacionais e submetida a revistas especializadas”, detalha o urologista e coordenador do Fellowship em Urologia Oncológica do HCP, dr. Luiz Henrique. 

INSCRIÇÕES – Os candidatos interessados em participar do processo seletivo deverão enviar currículo atualizado, carta de recomendação e informações pessoais para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. até o próximo dia 15 de fevereiro. A seleção será feita através de análise de currículo e entrevista, a ser realizada no dia 28 de fevereiro. A expectativa é que o resultado final seja divulgado até o dia 12 de março no site hcp.org.br. Já as atividades deverão ser iniciadas em 1º de abril de 2019. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 3217.8197.

 

Avenida Cruz Cabugá, 1597, 50040-000, Santo Amaro - Recife - PE
Ligue: (81) 3217-8000
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Redes Sociais