HCP Comunica

perpart.jpg

Mais de 13 toneladas de alimentos, esse foi o total doado, em 2018, pela Pernambuco Participações e Investimentos S/A (Perpart), ao Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), durante a Gincana Transformar, realizada por funcionários da instituição durante a confraternização de final de ano da empresa. No último dia 24 de outubro, a Perpart iniciou a arrecadação para a Gincana Transformar 2019, a nona desde o inicio do projeto, totalizando mais de 20 toneladas de alimentos para o HCP. A campanha também é destinada ao público e os interessados podem contribuir com o projeto entrando em contato com os organizadores no telefone (81) 3184.5047/5035.

Neste ano, a arrecadação pode ser de alimentos, além de itens de limpeza e higiene pessoal. O Hospital de Câncer de Pernambuco é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que atende mais de 50% dos pacientes oncológicos de Pernambuco, por meio do Sistema único de Saúde – SUS. Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes, e a doação da Perpart ajuda anualmente a prestação de serviços, atendendo mais de 50% dos pacientes oncológicos do estado, além de oferecer cerca de duas mil refeições dia para pacientes, acompanhantes e colaboradores.

Na gincana, equipes formadas por colaboradores da Perpart disputarão várias provas, entre elas a arrecadação dos donativos. A equipe vencedora recebe um prêmio, mas o objetivo principal estimular a solidariedade e ajudar quem precisa. A arrecadação acontece até o dia 13/12, dia da confraternização do grupo. 

 

DESTAQUE-SITE-NOVEMBRO-AZUL(02).jpg

O diagnóstico tardio é um dos principais motivos para o câncer de próstata ser o segundo tipo de tumor maligno que mais mata os homens, perdendo apenas para o câncer de pulmão. Com o objetivo de estimular que os homens tenham mais atenção à saúde e façam seus exames regularmente, possibilitando a detecção precoce da doença, o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) lança a campanha “Não deixe para amanhã a consulta que você pode fazer hoje” – hcp.org.br/novembroazul.

“A campanha busca, de forma descontraída, mostrar aos homens que a saúde precisa ser uma prioridade e que a ida ao médico deve ser uma rotina, assim como é para as mulheres no caso dos exames preventivos. O urologista não cuida somente da próstata, mas do aparelho urinário e reprodutor como um todo, então é imprescindível para o homem ter uma vida saudável, fazendo visitas anuais ao profissional”, ressalta o oncologista clínico e superintendente geral do HCP Hélio Fônseca.

Segundo o urologista e coordenador do serviço de urologia do HCP, dr. Leônidas Nogueira, à medida que ocorre o envelhecimento, a próstata cresce naturalmente, causando alguns sintomas que se assemelham ao câncer de próstata, entre eles: dificuldade, dor ou ardor ao urinar e vontade frequente de urinar. “Independente de haver algum sintoma, todo homem a partir dos 45 anos (40 anos para quem tem histórico familiar) deve se consultar com o urologista anualmente e fazer o exame de sangue PSA. Mostrando alguma alteração, o médico faz o toque retal e, ao identificar algum nódulo, realiza a biópsia. Sendo câncer, a detecção precoce da doença aumenta em 80% as chances de cura”, destaca o médico.

A doença pode ser prevenida mantendo hábitos saudáveis (não fumar, evitar bebidas alcoólicas e manter um bom peso corporal), porém, os principais fatores de risco são a hereditariedade e a idade (tanto a incidência, quanto a mortalidade, aumentam significativamente após os 50 anos), por isso é indispensável o acompanhamento médico.  “Muitas vezes, os sintomas só aparecem no estágio avançado, prejudicando a agilidade do diagnóstico e, consequentemente, do resultado do tratamento. Por outro lado, os sintomas aparecem de forma gradativa e, por serem parecidas com doenças comuns do aparelho urinário, muitos homens não procuram um médico ao sentirem os primeiros sintomas”, destaca o urologista.  

A próstata fica localizada abaixo da bexiga e faz parte do sistema reprodutor masculino. Ela é responsável por produzir e armazenar os nutrientes e fluidos que constituem o esperma e os deixam fortes para que ocorra a fecundação.  “O tratamento do câncer de próstata gera consequências, independente do tratamento escolhido (cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia). Seja na fertilidade ou sexualidade, alterando a produção de sêmen e/ou a ejaculação. Esse é mais um motivo para que o homem cuide da sua saúde e tenha acompanhamento médico durante toda sua vida. O urologista é o médico responsável pelo trato urinário e genital”, reforça dr. Leônidas.

Dados do câncer de próstata: Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), em 2018, 68 mil novos casos de câncer de próstata foram diagnosticados no Brasil, sendo estimadas mais de 13 mil mortes por ano.

Sobre o HCP: O Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) é uma instituição privada e sem fins lucrativos, que se dedica ao diagnóstico e tratamento de pacientes oncológicos, por meio do Sistema único de Saúde – SUS. Por ser uma instituição filantrópica, o HCP conta com doações contínuas de pessoas físicas e jurídicas para manter a qualidade no atendimento aos pacientes. Esses recursos são utilizados no custeio, na modernização do parque tecnológico e nas instalações físicas do hospital. Além disso, são direcionados para complementar o custo do tratamento dos pacientes. 

 

 

 

aulapratica2.jpeg

No último sábado (26), a equipe de Mastologia do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) participou de um aperfeiçoamento de punção para biópsia guiada por Ultrassonografia (USG). O treinamento, patrocinado pela Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A., foi ministrado pela radiologista dra. Patrícia Cravo aos profissionais do serviço e, juntamente com a doação de uma máquina de ultrassonografia feita pela empresa à instituição, irá proporcionar agilidade e melhoria na assistência prestada às pacientes com câncer de mama. Isso porque, com o aumento do número de profissionais que realizam biópsia no HCP, há uma diminuição no tempo de espera pela realização do procedimento.

Para a coordenadora do Departamento de Mastologia do HCP, dra. Denise Sobral, “Com este curso, aumenta o número de procedimentos realizados no HCP, facilita o diagnóstico de câncer de mama e antecipa muitos tratamentos aqui realizados. Não só o departamento de Radiologia, mas também os mastologistas do HCP já estão treinados para realizar punção guiada por USG de tumores impalpáveis nas mamas”, pontuou.

aulapratica1.jpeg

DENTISTA-03.jpg

 

No dia do Cirurgião Dentista é um importante momento para reforçar o papel deste profissional não só nos cuidados com a saúde bucal, mas também na prevenção e diagnóstico do câncer de boca. Além disso, os Cirurgioes Dentistas desempenham um papel fundamental na abordagem das complicações bucais do tratamento oncológico, ocasionados pelos possíveis efeitos da quimioterapia e radioterapia, como: mucosite oral (feridas na cavidade oral), xerostomia (secura da boca), cárie de radiação, infecções oportunistas, sangramentos, perda do paladar e dos dentes.

"Nem todos tem o conhecimento de que o Cirurgião Dentista está habilitado a realizar o diagnóstico do câncer de boca além de serem indispensáveis durante todo o tratamento do paciente, adequando o meio bucal para realização do tratamento oncológico, tratando possíveis complicações que possam surgir com o tratamento quimioterápico e radioterápico, além de promover a reabilitação dos pacientes operados através de próteses Bucomaxilofacias”, destaca o Cirurgião Dentista Estomatologista e Coordenador do Departamento de Odontologia Clínica do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), Prof. Dr. Igor Henrique. O serviço de Odontologia do HCP conta com onze profissionais locados em dois departamentos: Departamento de Odontologia Clínica e de Próteses Reabilitadoras, que acompanham o paciente desde sua entrada na instituição. Ainda atrelado ao departamento de Odontologia Clínica, está o programa de Residencia em Odontologia Hospitalar com enfoque em Oncologia do HCP/FOP/UPE.

Ir ao Dentista frequentemente é um dos meios de prevenir o câncer de boca, visto que o hábito de fumar, beber e a exposição ao sol constituem fatores de risco principais para o câncer de boca, incluindo lábios. Alterações associadas por estes em cavidade bucal podem ser identificadas pelo Cirurgião Dentista em uma consulta odontológica favorecendo o diagnóstico precoce do câncer. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a estimativa de novos casos de câncer de boca para o ano de 2018 era de 14.700 casos de câncer de boca, ocasionando 5.898 mortes.

“Um ponto importante é procurar um CD antes de iniciar qualquer tratamento Oncológico visto que a adequação do meio bucal de pacientes em tratamento previne complicações orais bem como as que por ventura possam surgir, estas precisam ser corretamente diagnosticadas e tratadas em tempo. Isto é papel do CD que deve atuar em cojunto com a equipe Médica e Multiprofissional" explica Dr. Igor.

 

 

destaque-residencia.jpg

O Hospital de Câncer de Pernambuco está com processo seletivo aberto para os programas de residências médica, uniprofissional e multiprofissional em oncologia. Os profissionais interessados podem se inscrever de 28/10 a 17/11 através do site www.upenet.com.br, bem como acessar o edital e conferir o cronograma e as exigências para o processo.

Estão sendo disponibilizadas duas vagas para as áreas médicas de cancerologia clínica, cancerologia cirúrgica, cirurgia de cabeça e pescoço e mastologia, e uma vaga para anestesiologia. Na área multiprofissional, estão disponíveis duas vagas para enfermagem e uma vaga para fisioterapia, fonoaudiologia, farmácia, nutrição, serviço social e psicologia. Também estão sendo ofertadas duas vagas para residência uniprofissional em enfermagem e odontologia.

A residência no HCP é uma oportunidade para que os profissionais de saúde adquiram conhecimento em oncologia na instituição, que é referência em todo o estado de Pernambuco.

Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (81) 3217-8013 e (81) 3217-8001.

IMG_1196.JPG

Vontade de ajudar o próximo, chefs renomados e comida boa, parte da receita da loja Spicy (shopping RioMar Recife), rede especializada em utensílios de cozinha, mesa e bar, para ajudar o Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). No 2º Do Bem Gastrô, os chefs Leandro Ricardo e Wellington Almeida, levaram uma aula com os temas Aromas e Sabores, e tudo sobre carnes. O valor adquirido com a venda dos ingressos será todo revertido para o HCP. Ainda estiveram presentes os chefs Rafa Andrade e Clarice Andrade.

O evento foi dividido em dois horários, sendo às 15h, com o grupo do Chef Leandro e o tema Tudo Sobre Carnes. “É um sentimento coletivo de poder contribuir com um pouco do que você sabe. Sinto-me um cidadão útil em colaborar com uma instituição tão maravilhosa que ajuda tanta gente”, emociona-se o Chef Leandro Ricardo. O também Chef Rafael Andrade também falou do sentimento de participar. “Faz com que eu me sinta vivo. Sempre faço eventos em prol de pessoas que necessitam. É sempre doação. Isso faz parte do meu cotidiano. Fico muito feliz, me faz me sentir gente de verdade”. 

IMG_1179.JPG

Às 19h, com o tema Aroma e Sabores, o Chef Wellington utilizou toda sua técnica, que fez a alegria de quem foi conferir o evento e, ainda, se mostrou muito feliz com mais uma edição do projeto. “Eu acho que é o sentimento mais nobre que eu tenho no meu coração em contribuir pra uma causa como essa. Eu perdi meu pai com câncer e todo dinheiro que existisse na família não foi capaz de salvá-lo. Então o que eu puder fazer pra levar o mínimo de esperança e conforto para as pessoas que se tratam no HCP, levando mais esperança e a certeza de viver dias melhores, tenha certeza, pode contar comigo que vai ser de todo coração”. 

“Esse projeto foi pensado em minimizar as dores dos pacientes oncológicos de Pernambuco. Sabemos das dificuldades financeiras que o HCP vem enfrentando. Por isso, nosso objetivo, além da contribuição com o valor arrecadado, é despertar a atenção de toda a sociedade para esta questão”, afirma Jandecarlos Menezes, gerente da loja Spicy do RioMar Recife e criador do projeto Do Bem Gastrô. O evento ainda contou com o apoio da Brilux, Minhoto, Máddena, Temperia, Provanza, Carne Nobre, DAM e Fazfeira, além dos serviços da Nepresso e dos drinks de André Gustavo.  

 

proadi2.jpeg

Na última semana, o consultor do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Hospital Israelita Albert Einstein (PROADI Einstein) esteve reunido com a equipe de UTI do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) para o anúncio de mais uma consultoria. Agora, o Programa trará, também, um novo plano de ação para o hospital, cujo objetivo é reduzir o tempo de permanência dos pacientes na UTI de 13,9 para 9 dias, o que trará um ganho de 142 novos pacientes atendidos por ano.

A meta traçada pelo PROADI para a UTI do HCP representa um plus no acompanhamento feito pelo Albert Einstein na instituição. Isso porque as áreas administrativas, técnica, financeira e qualidade já haviam sido contempladas com a consultoria, cujo método consiste em realizar um diagnóstico em determinada área, identificar e priorizar as necessidades e desenvolver um plano de ação que trará bons resultados para os setores do hospital.

“O PROADI é concedido aos hospitais filantrópicos de excelência reconhecidos pelo Ministério da Saúde, e que apoiam a promoção da melhoria das condições de saúde da população brasileira. Termos sido selecionados trás um grande reconhecimento à instituição e, através da consultoria do Hospital Israelita Albert Einstein, conseguiremos obter uma excelência ainda maior para o nosso HCP”, pontuou a gerente do setor de Qualidade, Raphaela Muniz.

proadi1.jpeg

proadi3.jpeg

residencia-multi3.JPG

Um dia inteiro de atividades voltadas para a capacitação científica e assistencial dos profissionais que compõem o quadro de residentes do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP). Com o tema “Em defesa do SUS”, a 1ª Jornada Acadêmica do Programa de Residência em Oncologia do HCP reuniu os residentes e gestores da área multiprofissional na última quarta-feira (18) para palestras e mesas redondas com foco na excelência do serviço prestado ao paciente. “A residência não é apenas assistencial, mas tem um cunho científico e social. Estamos em prol do hospital e da população, e o investimento em ensino, pesquisa e extensão é importante para que haja o retorno para a comunidade. Por isso, trouxemos a proposta da jornada científica”, pontuou Antônio Vasconcelos, residente de enfermagem.

A palestra magna do evento foi ministrada pelo coordenador geral de Residências em Saúde da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES), Thiago Vasconcelos, que trouxe um debate sobre os progressos e dificuldades acerca dos programas de residência no Sistema Único de Saúde (SUS). “Esses eventos são importantes porque promovem o debate político sobre os avanços e desafios das residências médicas e multiprofissionais dentro do SUS. O HCP já tem uma tradição grande no Ensino e Pesquisa, direcionado para um protagonismo na atuação oncológica”, disse.

residencia-multi1.JPG

De acordo com o coordenador da Residência Uni de Enfermagem, Roberto Bezerra, a 1ª Jornada é uma ação conjunta. “Quando o residente, a coordenação e a Secretaria de Saúde falam a mesma linguagem, há um consenso que reflete diretamente na qualidade da assistência prestada ao paciente. Além disso, os benefícios da Jornada são muitos, entre eles, ampliar a ação acadêmica e científica”, afirmou.

A 1ª Jornada Acadêmica é uma realização dos Programas de Residências do HCP em parceria com os residentes e apoio da Rede Feminina de Combate ao Câncer e do Instituto Profissional de Saúde e Educação (IPSE). “O evento foi excepcional. Sempre é bom atualizar os profissionais e trazer novidades para o ambiente de trabalho. Os residentes fizeram um excelente evento em prol da educação e saúde”, pontuou o presidente do IPSE, Jonathan Thallys.

 

residencia-multi2.JPG

 

residencia-multi.JPG

 

 

 

troco-solidario-decimaentrega.jpg

Iniciada em novembro de 2018, a campanha Troco Solidário, idealizada pela rede de supermercados Arco-Mix, realizou sua décima doação ao Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), nesta segunda-feira (09). Foram R$ 49.210,66 referente ao arrecadado no mês de agosto nas 19 lojas da rede e no atacarejo ArcoVita. O valor doado será utilizado para compor a quantia necessária para a compra de uma impressora 3D, destinada ao serviço de próteses reabilitadoras, no setor de odontologia do HCP. Na ação, os operadores de caixa estimulam os clientes a doarem as moedas do troco ou, se preferirem, outro valor. A quantia doada é discriminada na nota fiscal, garantindo a legitimidade da campanha ao colaborador.

Para Cristina Paraiso, funcionária do Atacarejo ArcoVita, no shopping Costa Dourada, o Troco Solidário representa uma ajuda o próximo. “É uma satisfação poder colaborar com uma instituição tão importante. Ninguém sabe o dia de amanhã. Hoje ajudamos quem está lá, mas amanhã a gente pode precisar do HCP e dessa ajuda”, lembra. Cristina está na rede Arco-mix há três meses, mas foi uma das colaboradoras que mais arrecadou no mês de agosto.   

 

 

destaque-prorrogada.jpg

A Superintendência de Ensino e Pesquisa do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP) confirmou a participação da instituição no Dinter, Programa de Pós-Graduação Interinstitucional em Medicina Translacional com a Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP/EPM, na modalidade doutorado. O processo seletivo, que terá no próximo dia 23 de setembro, disponibilizará 10 vagas na área de Ciências da Saúde, concentração em Medicina Translacional. O início das atividades acadêmicas está previsto para novembro, com duração máxima de 48 meses. 

equipe-dinter.jpg

Atualmente o Estado não possui uma pós-graduação stricto sensu em oncologia voltada para o estudo de diversos tipos de neoplasias. Com esse doutorado, aumenta as chances de inserção dos centros de referência em oncologia da rede SUS de Pernambuco no cenário do ensino e de pesquisa em câncer no país e no mundo. “A incursão do HCP no seguimento de medicina translacional aplicada na área de Oncologia representa um importante passo para essa Instituição e para a capacidade de pesquisa em saúde do estado de Pernambuco”, destaca o doutor Guilherme Costa, assessor da Superintendência de Ensino e Pesquisa do HCP.

A coordenação do DINTER UNIFESP/HCP ficará com a Professora Dra. Dulce Elena Casarini (UNIFESP) e a Professora Dra. Leuridan Cavalcante Torres (HCP). “Essa parceria reforça a importância da formação de novos doutores na instituição como parte do planejamento estratégico do HCP, cujos objetivos principais são qualificar os profissionais e formar massa crítica de docentes para criação do programa de pós-graduação stricto sensu na área de oncologia no HCP (mestrado e doutorado)”, acrescenta Dr. Guilherme. 

Links do edital: 
Data Link
21.10.2019 [ERRATA] EDITAL
11.10.2019 [ERRATA] CALENDÁRIO DO EDITAL
05.09.2019 EDITAL
Avenida Cruz Cabugá, 1597, 50040-000, Santo Amaro - Recife - PE
Ligue: (81) 3217-8000
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Redes Sociais